nov
06
Postado em 06-11-2020
Arquivado em (Artigos) por vitor em 06-11-2020 00:08

 

do correio braziliense

Candidato democrata disse “não ter dúvida” de que será o vencedor da eleição quando a contagem de votos for concluída

FJ
Fernando Jordão

 (crédito: Jim Watson/AFP)

(crédito: Jim Watson/AFP)

O candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, fez um rápido pronunciamento na noite desta quinta-feira (5/11) pedindo paciência aos eleitores e reforçando o discurso adotado desde o dia da votação, na terça-feira (3/11), de que todos os votos devem ser contados.

“Nos Estados Unidos, o voto é sagrado. É como as pessoas da nação expressam seu desejo. Ninguém além dos eleitores escolhe o presidente dos Estados Unidos”, afirmou, ao lado da candidata à vice, a senadora Kamala Harris.

As falas parecem uma resposta aos movimentos do presidente Donald Trump, que tem questionado a lisura do processo eleitoral, falando em fraudes, sem, no entanto, apresentar provas. O republicano, que busca a reeleição, entrou com diversas ações judiciais para interromper a contagem ou para pedir a recontagem de votos em alguns estados. 

Em tom ameno, Biden defendeu o sistema de votação, ressaltando que ele é usado há 240 anos no país, e se disse “tranquilo em relação a como as coisas estão”: “Não temos dúvida de que quando as coisas terminarem seremos vencedores”.

“Guerra” da apuração

A “guerra” que se instaurou sobre a contagem de votos das eleições norte-americanas se dá pelo seguinte: alguns estados aceitaram considerar os votos que chegassem depois do dia da eleição, desde que tivessem sido postados nos correios até a última terça-feira (3/11). Vale lembrar que a votação antecipada bateu recorde em 2020.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • novembro 2020
    S T Q Q S S D
    « out    
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30