Bahia em Pauta » Blog Archive » Joaci Góes: “Bolsonaro tem razão. Uma pena que se movimente com a leveza de um elefante numa loja de cristais”
Artigo/Ponto de vista
Homenagem a Ruy
Joaci Góes
?
Ao eminente amigo, Desembargador Lourival Trindade.
Entre as celebrações pelo transcurso do 171° ano do nascimento de Ruy Barbosa, destaca-se a promovida pela Unidade Corporativa do TJBa, através de um seminário, on-line, às 17hrs de hoje, com uma palestra nossa sobre Ruy, o jornalista, e outra do renomado jurisconsulto mineiro Roberto Rosas sobre Ruy, o jurista. Participam, também, do encontro os presidente e vice-presidente do TJBa, respectivamente, os desembargadores Lourival Trindade e Carlos Roberto Santos Araújo, além do diretor-geral da Unicorp, desembargador Nilson Castelo Branco.
Os três são considerados, Bahia e Brasil afora, entre os mais cultos magistrados brasileiros. Fico a me perguntar o que faz alguém tão modesto como eu no meio de tanta gente graúda. Explica-se, talvez, por serem eles, como eu também sou, integrantes da esquerda democrática, aquela que luta com inteligência e invariável fidelidade e determinação para superar desigualdades, com o comprometimento mínimo do imorredouro ideal de liberdade, em lugar da instantânea imposição da igualdade, atropelando o mérito e matando a liberdade, como ocorreu em todos os casos do regime comunista.
Para aclarar a confusão reinante, até entre doutos, do conceito mais atual da díade esquerdas-direitas, estamos escrevendo um livro que tem tudo para ser nesta altura outonal da existência o meu canto do cisne, se a generosidade da pandemia a tanto o permitir.
?
É lugar comum e verdadeiro dizer-se que para definir os talentos de Ruy nenhuma hipertrofia adjetival é excessiva, de tal modo o mais notável dos brasileiros excele nos domínios de tudo quanto abordou, como o Direito, o culto à língua, a incomparável oratória e a profética consistência de sua dialética e pregação moral.
?
Se vivo fosse, Ruy, além do combate à corrupção, faria da educação de qualidade, para todos, sobretudo os das camadas mais modestas da sociedade, a primeira das prioridades. Nada comparável ao acesso a educação qualificada como fator de aumento de renda e avanço social. Mais do que outro estado da Federação, a Bahia seria a grande beneficiária de sua luta, por se encontrar nos últimos lugares no ensino dos diferentes níveis, do primário ao universitário. Da tragédia que é nosso ensino médio, discorri em recente série de cinco artigos. No plano universitário, considerando a relação custo benefício, entre dispêndio e aproveitamento por aluno, o ensino federal na Bahia é de lamentável improdutividade, resultado direto da precedência do fator ideológico sobre o rendimento acadêmico, como parâmetro de avaliação do mérito entre alunos e professores.
Outro, aliás, não poderia ser o resultado quando se faz das instalações da Universidade o comitê de um partido político e de campanha para a soltura de seu líder, condenado por assalto explícito aos cofres públicos, num rompimento escandaloso com os princípios mais elementares da decência a ser observada para o exercício saudável da cidadania. Além de representar um processo de estupidificação em massa da juventude universitária, por sua indução ao mais primário bolivarianismo, já proscrito das práticas da esquerda dos países civilizados, constitui, também, o mais condenável estímulo ao crime essa glamourização dos mais notórios assaltantes do Erário. Roubar o dinheiro público, sobretudo de povo pobre, representa o mais hediondo dos crimes por impedir a erradicação da ignorância e da miséria que condenam ao sofrimento eterno as camadas mais carentes da sociedade.
?
Professores e alunos dotados de espírito libertário, doravante, contarão com nossa modesta voz para somar, ao seu lado, contra essa prática solerte de fazer de uma universidade pública o centro de um único pensamento que, uma vez vitorioso, nos conduziria ao que, por caminhos diferentes, mas com o uso dos mesmos métodos, alcançou gente como Hitler, Stalin e Mao Tsé-tung.
?Impressiona o silêncio omissivo e conivente de setores de vanguarda da sociedade baiana diante desse escandaloso crime protraído, perpetrado contra os mais caros valores de nossa melhor tradição. Importa reiterar que é muito mais do que uma causa importante o que está em jogo; é o nosso próprio destino.
 
 
Joaci Góes é escritor, ex-presidente da Academia de Letras da Bahia. Texto publicado nesta sexta-feira, na Tribuna da Bahia.

“Georgia On My Mind”, Ray Charles : Maravilhosa e simbólica composição musical. Extraordinária interpretação de Ray.Viva!

BOM DIA!

(Vitor Hugo Soares)

 

Na noite da última terça-feira, Rodrigo Maia recebeu algumas autoridades para um jantar em sua residência oficial.

Estiveram presentes, segundo confirmou O Antagonista, os deputados Elmar Nascimento (DEM), Aguinaldo Ribeiro (PP), Baleia Rossi (MDB) e Isnaldo Bulhões (MDB).

O ex-ministro Aldo Rebelo, amigo de Maia, também participou do encontro, assim como o ministro do STF Gilmar Mendes. Dois participantes confirmaram a presença de Bruno Dantas, ministro do TCU, que negou a informação a este site.

Segundo o Estadão, o encontro serviu para “traçar estratégia para candidatura à reeleição” de Rodrigo Maia, em fevereiro do ano que vem. A reportagem ainda afirma que “sem um nome competitivo até agora para enfrentar o deputado Arthur Lira”, “‘rodriguetes’ avaliam que o próprio Maia deve enfrentar o líder do Centrão” — O Antagonista lembra que o DEM também é Centrão.

Em tese, Maia não pode se reeleger de novo. E ele tem dito que não quer. Mas ainda está pendente uma decisão do STF que poderá avalizar a reeleição, hoje inconstitucional, do deputado e do senador Davi Alcolumbre.

nov
06
Posted on 06-11-2020
Filed Under (Artigos) by vitor on 06-11-2020

 

do correio braziliense

Candidato democrata disse “não ter dúvida” de que será o vencedor da eleição quando a contagem de votos for concluída

FJ
Fernando Jordão

 (crédito: Jim Watson/AFP)

(crédito: Jim Watson/AFP)

O candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, fez um rápido pronunciamento na noite desta quinta-feira (5/11) pedindo paciência aos eleitores e reforçando o discurso adotado desde o dia da votação, na terça-feira (3/11), de que todos os votos devem ser contados.

“Nos Estados Unidos, o voto é sagrado. É como as pessoas da nação expressam seu desejo. Ninguém além dos eleitores escolhe o presidente dos Estados Unidos”, afirmou, ao lado da candidata à vice, a senadora Kamala Harris.

As falas parecem uma resposta aos movimentos do presidente Donald Trump, que tem questionado a lisura do processo eleitoral, falando em fraudes, sem, no entanto, apresentar provas. O republicano, que busca a reeleição, entrou com diversas ações judiciais para interromper a contagem ou para pedir a recontagem de votos em alguns estados. 

Em tom ameno, Biden defendeu o sistema de votação, ressaltando que ele é usado há 240 anos no país, e se disse “tranquilo em relação a como as coisas estão”: “Não temos dúvida de que quando as coisas terminarem seremos vencedores”.

“Guerra” da apuração

A “guerra” que se instaurou sobre a contagem de votos das eleições norte-americanas se dá pelo seguinte: alguns estados aceitaram considerar os votos que chegassem depois do dia da eleição, desde que tivessem sido postados nos correios até a última terça-feira (3/11). Vale lembrar que a votação antecipada bateu recorde em 2020.

nov
06
Posted on 06-11-2020
Filed Under (Artigos) by vitor on 06-11-2020



 

Sponholz,

 

nov
06

 

DO CORREIO BRAZILIENSE

Invasores criptografaram todo o acervo de processos do tribunal e tiraram do ar o sistema digital da Corte, que está com os trabalhos suspensos.

NB
Natália Bosco*
 

 (crédito: Marcello Casal JrAgência Brasil)

(crédito: Marcello Casal JrAgência Brasil)

O ataque cibernético ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) pode ser o mais grave já dirigido contra uma instituição de Estado do Brasil. Na tarde desta quinta-feira (5/11), o site O Bastidor publicou que o hacker responsável por invadir o sistema do STJ criptografou todo o acervo de processos do tribunal, além de ter bloqueado o acesso às caixas de e-mail de ministros. Backups de dados da corte também foram criptografados. O site do STJ está fora do ar desde terça-feira (3/11), quando foi identificado o ataque.

Os técnicos do tribunal e peritos de empresas terceirizadas ainda não conseguiram quebrar a criptografia e pode ser que nunca consigam. A íntegra do acervo do tribunal está bloqueada e indisponível. A Polícia Federal foi chamada para investigar o caso.

Ainda fora do ar, o site da instituição conta apenas com duas notas de esclarecimento. A primeira avisa aos visitantes do site de que a plataforma se encontra “em regime de plantão até restabelecimento da rede, STJ analisa pedidos urgentes” e a segunda diz que “em razão de ataque cibernético, STJ funcionará em regime de plantão até o dia 9”. Todos os prazos processuais administrativos, cíveis e criminais estão suspensos com data provável de volta ao funcionamento normal na próxima terça-feira (10/11).

Em nota oficial à imprensa, a Polícia Federal (PF) informou que instaurou inquérito policial para apurar as circunstâncias da invasão dos computadores do STJ. O comunicado diz que “as diligências iniciais da investigação já foram adotadas, inclusive, com a participação de peritos da instituição. Eventuais fatos correlatos poderão ser apurados na mesma investigação, que está em andamento na Superintendência Regional da Polícia Federal no Distrito Federal”.

*Estagiária sob supervisão de Odail Figueiredo

  • Arquivos

  • novembro 2020
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30