Texto memorável de Pedro Milton de Brito, garimpado pelo jornalista Miguel Lucena e enviado de Brasília para o Bahia em Pauta, que o reproduz em dupla homenagem ao mestre e ao aluno. (Vitor Hugo Soares, editor do BP).

Academia de Letras Jurídicas da Bahia: Homenagens ao acadêmico Calmon de Passos
J.J. Calmon de Passos

Obrigado, professor J.J. Calmon de Passos!

Pedro Milton de Brito (advogado), in memoriam

O professor J. J. Calmon de Passos foi meu mestre na Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia nos idos de 1966 e 1967, quando já carregava fama de um dos docentes mais respeitados da casa. Mesmo depois de concluir o curso, continuou ele a ser o mestre de todos nós, desde quando se tornou, e continua sendo, um dos mais exímios conhecedores de Direito Processual Civil no País e, por isso mesmo, respeitado em todos os seus quadrantes, pela obra jurídica que tem produzido e pelo debates e conferências de que tem participado.
Além disso, tem marcado a sua trajetória, inclusive na presidência da Ordem dos Advogados do Brasil, a quem teve a honra de suceder, por uma extraordinária coragem moral, no combate sem tréguas às mazelas que grassam no âmbito do Poder Judiciário e das instituições nacionais de um modo geral .
O professor Calmon de Passos é, em suma, um dos expoentes do mundo jurídico, no Brasil, de nossos dias, sendo importante ressaltar que fez carreira e obteve o reconhecimento da Nação, a partir de atividade desenvolvida em nosso estado.
Merece, por tudo isso, a homenagem que lhe presta a Assembléia Legislativa, por iniciativa da ilustre deputada Maria José Rocha.

*Texto escrito para Sessão Solene da Assembléia Legislativa da Bahia, realizada em 11/11/1998, intitulada Obrigado, Professor; Obrigada, Professora, de iniciativa da Deputada Maria José Rocha Lima, na qual personalidades baianas homenagearam seus professores.

Be Sociable, Share!

Comentários

Lucia Jacobina on 5 novembro, 2020 at 9:40 #

Dois saudosos expoentes do nosso mundo jurídico: J.J. Calmon de Passos, por seu talento excepcional e generosidade como mestre de várias gerações e Pedro Milton de Britto, por sua honrada e vitoriosa militância na advocacia.
Ambos estiveram empenhados na luta pela cidadania e souberam conduzir com independência a Seccional Baiana da Ordem dos Advogados do Brasil.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • novembro 2020
    S T Q Q S S D
    « out    
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30