Família havia mudado para Brasília buscando um recomeço

TU
Thais Umbelino
postado em 05/10/2020 16:18 / atualizado em 05/10/2020 16:22
 

Pastor respondia em liberdade por assassinato de um rapaz - (crédito: Thais Umbelino/DA/CB Press)

Pastor respondia em liberdade por assassinato de um rapaz – (crédito: Thais Umbelino/DA/CB Press)

Luana Marques, 22 anos, mulher do pastor evangélico Francisco Antônio dos Santos Marques, que morreu enquanto ministrava um culto na QS 11, no Areal, em Águas Claras, contou que o marido respondia em liberdade por um assassinato cometido no passado.

A esposa contou que, em 2016, o casal se mudou para Brasília em busca de uma nova vida. “Ele matou um rapaz que estava envolvido com a ex-esposa dele para se defender”, conta. Ela disse que, na époc,a o rapaz teria o ameaçado.

Eles vieram para Brasília porque Francisco tinha familiares na cidade. “Aqui ele se converteu e fundamos juntos o ministério”, relatou Luana. Mesmo assim, Francisco tinha certeza de que alguém do passado o procuraria. “O pai do rapaz que morreu nunca deixou de procurá-lo. Ele tinha convicção que alguém ia atrás dele“, acrescentou Luana.

 

Francisco deixa a esposa e um filho de 2 anos.

Caso

A Polícia Civil investiga o assassinato da vítima, que teria se envolvido em um homicídio na cidade de Parnaíba (PI) e se mudado para Brasília com a esposa. O velório está marcado para a próxima terça-feira (6/10), às 9h, no Cemitério Campo da Esperança de Taguatinga.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • outubro 2020
    S T Q Q S S D
    « set    
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031