set
24
Postado em 24-09-2020
Arquivado em (Artigos) por vitor em 24-09-2020 00:06

DO CORREIO BRAZILIENSE

A informação foi divulgada em comunicado nas redes sociais do artista

CB
Correio Braziliense
 

 (crédito: David Obadia/Divulgação)

(crédito: David Obadia/Divulgação)

O cantor Gerson King Combo morreu, na noite da última terça-feira (22/9), aos 76 anos. O comunicado foi publicado na manhã desta quarta-feira (23) nas redes sociais do artista. A morte ocorreu em decorrência de infecção generalizada e de complicações da diabetes após súbita internação, segundo a equipe do músico.

Na semana passada, o artista chegou a passar mal e cancelar a participação no Caxias Music Festival. Na última segunda-feira, ele teve alta. Mas na terça-feira foi até o Posto de Assistência Médica de Irajá, no Rio de Janeiro, para novo atendimento e não resistiu, segundo o G1.

Gerson King Combo era pioneiro do funk carioca. Ele iniciou a carreira artística nos anos 1960 fazendo dublagem. Na época, também tinha experiência como dançarino e coreógrafo, o que o levou a trabalhar no programa da Jovem Guarda e depois a compor hits do grupo. Foi crooner da banda Renato e Seus Blue Caps e do Fevers, até que passou a integrar a Fórmula Sete.

Considerado do James Brown brasileiro, o artista lançou o primeiro álbum em 1977, Gerson King Combo Volume I, que incluia canções como Mandamentos black e Uma chance. O segundo volume foi lançado no seguinte. Até o início dos anos 1980 viveu um momento de ascensão, principalmente, pela participação em bailes blacks. Até que caiu no ostracismos e teve uma nova guinada no fim dos anos 1990.

O mais recente trabalhou foi uma regravação de Uma chance (ao vivo), lançada no ano passado. A ideia era lançar um DVD que incluía a faixa neste ano.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2020
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930