ago
27

É preciso cortar despesas para criar Renda Brasil, diz Guedes a Bolsonaro

Brasilia 18/03/2020 – Foto: Adriano Machado/CRUSOE Presidente Bolsonaro durante coletiva no Palacio do Planalto

Em reunião com ministros ontem, Jair Bolsonaro disse a Paulo Guedes que não quer cortar benefícios de áreas sociais para abastecer o Renda Brasil.

O Antagonista apurou que o ministro da Economia rebateu Bolsonaro ontem, ao afirmar que não basta conseguir recursos novos para viabilizar o programa assistencial.

O ministro disse na reunião, segundo uma fonte, que é preciso cortar despesas para que a remodelação do Bolsa Família entre no Orçamento sem furar o teto de gastos.

Bolsonaro, mesmo assim, permaneceu insatisfeito e deu até sexta-feira (28) para que Guedes apresente uma nova proposta para o Renda Brasil. A Economia, agora, estuda outros formas para reduzir as despesas e abrir espaço para o programa.

Como mostramos, a equipe econômica tenta cortar auxílios, como o abono salarial e o seguro-defeso, e programas considerados ineficientes, como a Farmácia Popular, para abrir espaço no Orçamento para o Renda Brasil.

Com os cortes, que seriam feitos em uma “super PEC”, a Economia avaliava conseguir um auxílio de cerca de R$ 250. Bolsonaro, no entanto, quer que o valor chegue a R$ 300. Para isso, Guedes propôs cortar as deduções do Imposto de Renda para abastecer o programa.

Em Ipatinga, o presidente disse hoje que não quer cortar benefícios dos “pobres” para dar aos “paupérrimos”. O corte do abono salarial também não era bem visto por lideranças partidárias.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • agosto 2020
    S T Q Q S S D
    « jul   set »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31