ago
09
Postado em 09-08-2020
Arquivado em (Artigos) por vitor em 09-08-2020 00:08

do correio braziliense

Atual ministro da Saúde comentou o número de mortes de brasileiros por covid-19

BL
Bruna Lima
MN
Maíra Nunes
 

 (foto: Najara Araujo/Câmara dos Deputados)

(foto: Najara Araujo/Câmara dos Deputados)

O ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, lamentou a confirmação de que o Brasil soma mais de 100 mil mortos pela covid-19. “Não se trata de números, planilhas ou estatísticas, mas de vidas perdidas que afetam famílias, amigos e atingem o entorno do convívio social”, disse o militar.

Em nota oficial, o chefe da pasta mais demandada diante da pandemia afirmou que o trabalho de enfrentamento à doença ocorre 24 horas por dia “em parceria com estados e municípios para garantir que não faltem recursos, leitos, medicamentos e apoio às equipes de saúde”.

Além da liberação de recursos, o Ministério da Saúde mudou as estratégias para tentar diminuir as perdas para a doença. Ao invés de postergar a ida a uma unidade de saúde ao sentir os primeiros sintomas, a orientação agora é procurar imediatamente um médico, recorrendo aos postos de saúde. O objetivo é descobrir a infecção no início e conseguir tratar quando o quadro ainda não está avançado.

“A ida ao médico, o diagnóstico precoce e o início imediato do tratamento, com a prescrição do medicamento mais adequado a cada caso, é o que pode sim fazer a diferença”, frisa Pazuello, ressaltando, por fim, que o país ocupa o primeiro lugar no mundo em número de pacientes recuperado. Dos mais de 3 milhões de infectados confirmados, estão curados mais de 2 milhões.

Be Sociable, Share!

Comentários

Vanderlei on 9 agosto, 2020 at 18:31 #

Na verdade, quantos morreram de COVID 19, alguém sabe calcular? Somos mais de 210000000 milhões de habitantes


Taciano Lemos de Carvalho on 9 agosto, 2020 at 19:10 #

Em março, o presidente afirmou que morreriam umas 800 pessoas no Brasil, vítimas da covid-19. Hoje, 9 de agosto, fica provado que Bolsonaro errou apenas por 12.400 (DOZE MIL E QUATROCENTOS) por cento. Vá ser ruim de previsão assim lá longe.

Um desastre, não só de previsão, mas um desastre muito maior de combate à pandemia, em que, por exemplo, menos de 30 por cento dos recursos da União previstos para aplicação no combate à covid19 foram aplicados até agora.

Além dos horrorosos exemplos pessoalmente demonstrados pelo presidente, tanto quanto ao isolamento social, quanto ao uso de máscaras.

Então, deu no que deu. E olha que a coisa vai piorar. São 100 mil famílias que perderam, muito em razão da ineficácia, ineficiência, e falta de efetividade do governo da União em abordar o problema, combater o coronavírus.

Então mais de 100.000 brasileiros não podem mais “tocar a vida”. E não é por uma gripezinha.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • agosto 2020
    S T Q Q S S D
    « jul   set »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31