jul
13
Postado em 13-07-2020
Arquivado em (Artigos) por vitor em 13-07-2020 00:37

Jornal do Brasil

CadernoB

Vivian Westwood e Wolfgang Tillmans estão entre os 100 artistas que contribuíram com obras de arte e artigos para a nova revista Limbo, criada especialmente para ajudar colegas sem trabalho e capturar o mundo durante o isolamento.
Macaque in the trees
Nick Chapin, editor da Limbo, e diretor criativo David Lane observam impressões da revista em gráfica de Londres (Foto: Reuters/Stuart McDill)

Respondendo aos apelos cada vez mais urgentes do setor de grande prestígio, o Reino Unido anunciou no domingo que investirá quase 2 bilhões de dólares em instituições culturais e nas artes para amparar uma indústria prejudicada pela pandemia de Covid-19.

Com lançamento previsto para esta terça-feira (7), a Limbo nasceu do desejo de registrar o mundo em um momento único da história e ajudar uns aos outros em uma época de crise, disseram seus criadores. A revista reverte o modelo de publicação tradicional compartilhando toda a renda igualmente com a equipe.

“Logo na primeira semana de isolamento pensei comigo mesmo: ‘Adoraria ver o interior das mentes e das casas de todos agora’”, disse Nick Chapin, editor da Limbo, à Reuters.

“Todas estas pessoas fantásticas e criativas, escritores, cineastas. Como estão canalizando esta energia? Por isso, quase vi isso como uma centena de janelas nas mentes e nas casas de pessoas de todo o mundo”.

Artistas e criadores de primeiro escalão, como a vencedora do Oscar Andrea Arnold e Miranda July, abriram mão de suas comissões, permitindo que os fundos arrecadados sejam encaminhados a 50 contribuidores mais necessitados. (Com agência Reuters)

 

 

AddThis Sharing Buttons

Share to WhatsAppShare to LinkedIn

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos