jun
16
PSB exige declaração de Bolsonaro a respeito de ataques ao STF ...
ARTIGO

Cuide-se

Gilson Nogueira

Em tempo de Novo Coronavírus matando mais que guerras de antigamente e a sede do Supremo Tribunal Federal, o STF, no Distrito Federal, sendo atacada com foguetes que servem mais para comemorar algo, como, por exemplo, a conquista de uma taça por uma equipe de futebol e a sua torcida, tenho receio de voltar a ver a ordem democrática no país em que nasci correr sérios riscos. E saco que tem gente querendo aparecer, sem dar bola para as consequências. Com um detalhe, caso seja inquirida sobre em qual área atuou Carlos Lacerda, poderá dizer não saber qual o filme. São os oportunistas de plantão! Ou não?

Nesse clima belicista, por parte de grupos apoiadores de um presidente cujo mandato, até aqui, parece desagradar boa parte de seus eleitores, temo ver a Bahia ter que pedir SOS aos poderes de Brasília no intúito de socorrer sua população. Será que a Bahia tem caixa, para não precisar gastar telefone? Tomara que não tenha que precisar de muita grana, como diria um amigo dos papos sobre Bossa Nova, no Barra! O que significaria estar a terra de Caetano em curva descendente no mapa da tragédia nacional. Enquanto isso, é mais que apavorante saber que, nunca, em tempo algum, a possibilidade de dar positivo para o negativo foi tão real e presente em uma doença por estas bandas. A idéia da morte gira como roleta na mesa do cotidiano e, paradoxalmente, não depende da sorte sua parada macabra.

Em escala mundial, o azar de ser uma pessoa contaminada por esse agente do cão reside, mais que a fatalidade, na falta de cuidados pessoais preventivos, para não vir a tornar-se alvo do infortúnio. Urge, portanto, ações objetivas que sinalizem estar o indivíduo no caminho da salvação, enquanto a vacina da vida está sendo produzida mundialmente e acena levar um longo tempo até ser aplicada em escala, digamos, universal. Merecidamente, somos capazes de nos unir ao próximo no sentido de ajudá-lo, no que for possível, para livrá-lo do mal. Deus Quer Assim! Em boa hora, paradoxalmente, esses grupos de bandeiras contra a Democracia ajudam a despertar em cada cidadão do bem a certeza que não merece o filho da Pátria Amada Brasil ser levado ao precipício institucional por irresponsabilidade de grupinhos que “brincam” de aparecer. Portanto, é necessário aliar-se a quem é do bem e deseja o melhor ao próximo e ao Brasil. Cruze os dedos, meu povo, você não é bobo!

Cuide-se.

Gilson Nogueira é jornalista, colaborador da primeira hora do Bahia em Pauta. 

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos