maio
03

 

DO CORREIO BRAZILIENSA

Ex-ministro da Justiça prestou informações no âmbito do inquérito aberto no STF para apurar as denúncias dele contra o presidente Jair Bolsonaro


 
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)

Após um depoimento que durou a tarde e a noite deste sábado (02), o ex-ministro Sergio Moro deixou a Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba. Ele respondeu a perguntas de dois delegados da Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado e de três procuradores que saíram de Brasília e foram até o Paraná para participar da oitiva.

Moro chegou ao prédio da PF em uma viatura da corporação e entrou por meio de uma entrada privativa, que fica nos fundos do edifício. Ele detalhou as acusações contra o presidente Jair Bolsonaro, afirmou que o chefe do Executivo atuou mais de uma vez para tentar interferir no comando da corporação e solicitou acesso a informações das quais não poderia ter conhecimento, pois não era parte nos inquéritos investigados. 

Continua depois da publicidade

Moro entregou novas conversas de WhatsApp, áudios e e-mails para apontar supostos crimes cometidos pelo presidente. O depoimento será encaminhado ao ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), relator do inquérito que apura as denúncias feitas contra Jair Bolsonaro por Sérgio Moro. Nos próximos dias, o magistrado deve determinar o cumprimento de diligências para recolher provas e informações para averiguar as denúncias. 

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos