mar
28

Do  Jornal do Brasil

Macaque in the trees
Boris Johnson discursa em Rocester, no Reino Unido/Arquivo (Foto: Reuters/Andrew Yates)

O teste foi realizado após Johnson manifestar sintomas leves da doença nesta quinta-feira (26), anunciou o gabinete do primeiro-ministro. Tinha “febre e tosse persistente”, e por isso foi aconselhado a investigar.

“Nas últimas 24 horas eu desenvolvi sintomas leves e testei positivo para o coronavírus. Estou em autoisolamento agora, mas vou continuar liderando a resposta do governo através de videoconferências enquanto combatemos o vírus”, disse.

O primeiro-ministro agradeceu ao pessoal de saúde do NHS, o sistema de saúde público britânico, e instou todos a, assim como ele, trabalhar de casa e a se autoisolar.

“Foi muito emocionante para mim ontem me juntar aos aplausos dedicados à equipe do NHS”, contou o primeiro-ministro, referindo-se à salva de palmas que cidadãos britânicos dedicam diariamente aos agentes de saúde do país.

Boris Johnson ainda lembrou que mais de 600.000 voluntários se juntaram aos agentes públicos de saúde e segurança para ajudar nos esforços de “proteger a população das consequências do coronavírus”.

O primeiro-ministro informou pelas redes sociais que está em isolamento, mas prometeu que “continuará conduzindo a resposta do governo através de videoconferências”.

“Nós vamos superar isso. Quanto mais as pessoas observarem as medidas de forma eficiente, mais rapidamente o nosso país vai superar esta epidemia”, concluiu.

O Reino Unido é o 9º país mais afetado pelo novo coronavírus no mundo, de acordo com a Universidade Johns Hopkins (EUA), com 11.816 casos confirmados de COVID-19 e 580 vítimas fatais. (Redação JB com Sputnik Brasil)

 

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos