“Que C`est Trite Venise”, Charles Aznavour: uma canção que, igual à cidade sem comparação, atravessa décadas e parece nem ver o tempo passar. Sempre bela e amada, mas sempre com sua tristeza visceral: no tempo dos sonho perdido, que Aznavour canta, como nesta era terrível do Coronavírus na Itália, que maltrate e entristece a cidade dos canais e dos amantes como nunca.

BOM DIA!!!

(Vitor Hugo Soares)

Be Sociable, Share!

Comentários

Vanderlei on 11 Março, 2020 at 23:12 #

Tenho cidadania Italiana e minha avó paterna nasceu em Veneza. Estamos passando por alguns momentos de tristeza. E Veneza vem exibindo para o mundo essa tristeza. Só mesmo ouvindo o magistral Charles Aznavour, para sabermos que existe o outro lado que é a alegria. Como também a alegria faz com que exista o outro lado a tristeza. Portanto, vamos em frente, que Veneza retornará, em breve, a ser a mesma de sempre.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos