mar
11
Postado em 11-03-2020
Arquivado em (Artigos) por vitor em 11-03-2020 00:45
Resultado de imagem para Flavio Luiz cartoon Pelé
 Correio Braziliense

 

ARTIGO

De Salvador a Santos: entre perdas e danos

Gilson Nogueira

A noite é friazinha. Mesmo assim, ligo o aparelho de ar, para sentir-me no Sul Maravilha, para onde pretendo ir, até o final do ano, ao encontro de familiares. Se possível, dar um pulinho em Santos, a fim de abraçar parentes e amigos das vítimas da tragédia provocada pelas chuvas, há poucos dias.

Doeu fundo! Como dói, agora, em escala menor, saber, através do meu irmão caçula, que mudou-se para Sampa, a fim de faturar melhor com sua arte de desenhar. Flávio Luís, um gênio do traço, acaba de informar-me que o Rei Pelé volta a ser internado por conta de problemas de saúde, sendo obrigado a utilizar cadeira de rodas. Recentemente, o maior jogador de futebol de todos os tempos revelou que estava bem. Tomara que, agora, possa dizer o mesmo.

Na marcha do tempo, virou passado a festa de Carnaval de Salvador de todos os carnavais, dentre os quais o anúncio de construção de uma ponte, por chineses, do outro lado do mundo, unindo Salvador a Itaparica, a ilha que tem, ainda, graças a Deus, pinta de paraíso. A notícia lida há pouco, em jornal soteropolitano, é de fazer água no barco dos que sonham com o projeto de importância duvidosa, pelo menos, para mim. Saindo do papel, vejo que o paraíso que Deus Construiu vai deixar de sê-lo, fazendo renascer a expressão que ouço desde menino: “ Pobre Bahia!”

E no ritmo das perdas e danos, que somos obrigados a acompanhar, na Capital do Berimbau, que tem em ACM, neto, um bom prefeito, encontrei um confete e uma serpentina perdidos em um passeio da Graça, na quinta-feira, depois da festa: “ E aí,querido, como foi o baile?” “ Que baile? Você está por fora, serpentina! Não existe mais baile! O Carnaval acabou!” Antes do Carnaval dos Carnavais houvera uma brincadeira de crianças, em uma escolinha, alí. Deus queira que elas tragam o Carnaval da Bahia de volta! O que passou passou sem passar.

Gilson Nogueira é jornalista,  amigo do peito e colaborador da primeira hora do Bahia em Pauta

Be Sociable, Share!

Comentários

Vanderlei on 11 Março, 2020 at 23:31 #

Caro Gilson Nogueira. Muito bom o seu artigo, demonstrando o quanto você é importante como cidadão, procurando aliviar o sofrimento dos seres humanos, em lugares distantes de sua vida. Parabéns! Vindo a São Paulo, bem que poderíamos encontrarmos e me apresentar seu irmão recém instalado na cidade, E, talvez, bebermos uns chopes num tradicional bar da cidade.


vitor on 12 Março, 2020 at 17:33 #

Vanderlei
Maravilha de proposta. Vou torcer, muito, para que este encontro em São Paulo se realize. Música e arte na mesa. Vai o meu brinde antecipado. TimTim!!!


GILSON NOGUEIRA on 12 Março, 2020 at 20:06 #

Amigos, um convite Maiúsculo, como o do gentil Vanderlei, e a torcida do grande VHS, pedem, antes de tudo, um brinde de agradecimento e reciprocidade! Irei, caros amigos ( êpa!), sem pauta definida. Por enquanto. Nada como manter a amizade e incentivar novas! O mundo, mais que nunca, precisa disso. Obrigado, companheiros! E viva o BP!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos