“Estavam plantando o terror na cidade e o Cid foi lá defender a população”

 

Por Diego Amorim

Prisco Bezerra (PDT), que assumiu o lugar de Cid Gomes no Senado em dezembro do ano passado — entenda aqui –, conversou com O Antagonista sobre a confusão de ontem.

Bezerra afirmou que, quando Cid tentou forçar, com uma retroescavadeira, a entrada em um quartel da PM de Sobral, onde estavam policiais militares amotinados, a intenção não era machucar ninguém.

“Foi covardia o que fizeram. Ele foi defender a cidade dele. A cidade estava pedindo socorro. Estavam plantando o terror na cidade e o Cid foi lá defender a população. É porque a retroescavadeira é grande, aí pelo tamanho do carro fica aquela coisa no imaginário das pessoas. Mas não é isso o que importa. O que importa é que ele foi defender a cidade dele. E foi como cidadão, não como senador.”

Bezerra disse que falou há pouco com Cid, que está em um hospital particular de Fortaleza.

“Ele está descansando, está caindo a ficha ainda. Ele não está avaliando nada por enquanto. Foi uma coisa muito séria. Ele levou dois tiros, mas, graças a Deus, está muito bem, está tranquilo. A preocupação atual é com a greve no estado. O que aconteceu ontem foi uma tragédia, mas, no final, deu tudo certo. Foi a mão de Deus, foi muita sorte. Não sei se foi policial ou bandido, porque ninguém sabe quem estava ali, mas a pessoa atirou para matar.”

Bezerra afirmou, ainda, que está trabalhando para que seja atendido o pedido do governador Camilo Santana (PT) pelo uso de tropas das Forças Armadas para a Garantia da Lei e da Ordem (GLO) no estado.

“É o que a gente está querendo agora. Todo mundo está trabalhando em conjunto pela GLO, para garantir tranquilidade para a população.”

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Fevereiro 2020
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    242526272829