jan
08

Ghosn diz que expedição de mandado de prisão contra sua mulher é “patética”

Carlos Ghosn, ex-presidente da aliança Renault-Nissan, classificou hoje como “patética” a ordem de prisão de sua mulher, Carole, emitida pela Justiça japonesa.

De acordo com a Promotoria de Tóquio, a mulher do empresário teria prestado falso testemunho ao depor à Justiça em abril do ano passado.

Ghosn anunciou que dará uma entrevista coletiva amanhã, em Beirute (Líbano), para onde fugiu no dia 29 de dezembro.

“Da última vez em que Carlos Ghosn anunciou uma coletiva de imprensa, ele foi preso novamente. Agora, na véspera do dia em que ele falará livremente pela primeira vez, eles expediram uma ordem de prisão para sua esposa, Carole Ghosn. Nove meses atrás, Carole Ghosn foi de forma voluntária ao Japão para responder a perguntas dos promotores e não havia qualquer acusação contra ela. A expedição dessa ordem é patética”, diz o comunicado divulgado hoje.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos