ago
27

Presidente do Brasil endossou um comentário no Facebook que zombava da aparência de Brigitte Macron

O presidente francês, Emmanuel Macron, e o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro durante a cimeira do G20 em Osaka em junho passado.
O presidente francês, Emmanuel Macron, e o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro durante a cimeira do G20 em Osaka em junho passado.JACQUES WITT (AFP)

A escalada dialética entre Emmanuel Macron e Jair Bolsonaro subiu nesta segunda-feira vários graus depois que o presidente brasileiro e um de seus ministros publicaram comentários desrespeitosos sobre o presidente francês e sua mulher. “Como sinto muita amizade e respeito pelo povo brasileiro, espero que tenha rapidamente um presidente que esteja à altura”, disse Macron em entrevista coletiva durante o último dia da cúpula do G7, em Biarritz (França).

O motivo do novo confronto entre ambos foi um comentário de Bolsonaro na rede social Facebook. O presidente brasileiro reagiu a uma mensagem que zombava do físico da primeira-dama francesa, Brigitte Macron, e a comparava desfavoravelmente à brasileira Michelle Bolsonaro, relata a agência France Presse. A francesa tem 66 anos; a brasileira, 37.

Captura de tela do comentário do presidente do Brasil troçando-se de Brigitte Macron.
Captura de tela do comentário do presidente do Brasil troçando-se de Brigitte Macron.

“Entende agora por que Macron persegue Bolsonaro?”, diz a mensagem, referindo-se ao choque de Macron e Bolsonaro na semana passada pelos incêndios na Amazônia. Bolsonaro –ou alguém que controla a sua conta do Facebook– comentou: “não humilha cara. kkkkkkk”.

A publicação do presidente brasileiro no Facebook não foi o único ataque a Macron. O filho de Bolsonaro, Eduardo, deputado e possível próximo embaixador brasileiro nos EUA, retuitou na sexta-feira um vídeo de manifestações violentas de coletes amarelos na França com o texto: “Macron é um idiota”. Paralelamente, o ministro da Educação do Brasil, Abraham Weintraub, disse que “Macron não está preparado para esse debate”, referindo-se aos incêndios na Amazônia, e o chamou de “calhorda oportunista que busca o apoio do lobby agrícola francês”

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos