ago
22
Postado em 22-08-2019
Arquivado em (Artigos) por vitor em 22-08-2019 00:08

Do Jornal do Brasil

 

A hashtag #PrayforAmazonas também chegou a ser a mais usada no mundo no início da tarde

Vários famosos brasileiros e internacionais usaram suas redes sociais nesta quarta-feira (21) para se manifestar contra a série de queimadas que atinge o país nas últimas semanas. A hashtag #PrayforAmazonas também chegou a ser a mais usada no mundo no início da tarde. 

Macaque in the trees
Gisele Bündchen (Foto: Ludovic Marin / AFP)

A atriz americana Demi Lovato, 27, afirmou que a “maior floresta tropical do mundo está em chamas pelo 16º dia e a mídia não está dando a mínima”. “A Amazônia está queimando há três semanas e eu só soube agora, por conta da covardia da imprensa. Este é um dos mais importantes ecossistemas do mundo”, completou ela. 

Já a atriz Camila Pitanga, 42, afirmou estar recebendo com desespero as notícias sobre as queimadas no Centro-Oeste. “Nossas matas pedem socorro, nossos rios pedem socorro, nossos animais pedem socorro. O ar fica irrespirável, o dia vira noite e o rastro de destruição atinge cada um de nós, mesmo a quilômetros e quilômetros de distância”. 

Ela continua: “Porque também somos nós que estamos queimando ali. É nossa história, nossa riqueza, nossa gente. Não podemos deixar o país virar cinzas, lama e devastação. Não deveria existir dois lados quando estamos falando de preservação ambiental, apenas o lado da vida de todo planeta.”

Já o padre Fábio de Melo, 48, e a atriz Grazi Massafera, 37, postaram fotos dos incêndios e ilustrações a respeito. “Peço perdão ao meu filho e aos vossos. A todas as gerações futuras por tamanha ignorância e ganância de alguns seres humanos. Mil perdões”, publicaram eles, repostando uma mensagem da cantora portuguesa Mariza. 

Com 72.843 focos de incêndio do início de janeiro até segunda-feira (19), o Brasil registra um aumento de 83% em relação ao mesmo período do ano passado. O fogo também avança sobre áreas protegidas. Somente nesta semana, houve 68 ocorrências dentro de terras indígenas e unidades de conservação estaduais e federal.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos