“Twilight Time”, The Platters: No fim dos Anos 50 e começo dos 60, enquanto João Gilberto, em Juazeiro(BA), dedilhava na calçada da casa de dona Patú, a nota só em seu violão revolucionário da Bossa Nova, e Geraldo Azevedo nem sonhava com suas primeiras serenatas no portão do internato do colégio Nossa Senhora Auxiliadora, das freiras salesianae em Petrolina(PE), do outro lado do São Francisco, era o canto romântico de The Platters que mandava nas duas cidades do coração deste editor do BP. Espalhado aos quatro cantos pela brisa que soprava do rio da minha aldeia. Pura emoção que não dá para esquecer. Nunca.

Vai dedicada ao leitor e ouvinte Vangelis, testemunha ocupar desta história. Viva!

BOM DIA!!!

(Vitor Hugo Soares)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos