Do Jornal do Brasil

Como noticiamos em diversas de nossas edições, faltava à Lava Jato a criminalização e prisão de banqueiros que lavavam dinheiro para o esquema de corrupção da Petrobras. Hoje, o Ministério Público e a Policia Federal deram inicio à “Lava Bancos”, prendendo três executivos do Banco Paulista S/A.

Mas segundo fontes do JB, ainda falta apurar os delitos de corrupção de muitos outros bancos estrangeiros no país. Dentre eles, um dos principais captadores de recursos oriundos de corrupção, o Credit Suisse, já condenado pelas autoridades da Suíça por lavagem de dinheiro da Petrobras e dirigentes da FIFA, que ainda não foi formalmente acusado no Brasil. Nem seus dirigentes que possibilitaram as fraudes contra o sistema financeiro nacional foram presos ou convocados para depor.

Em nota oficial, o procurador Júlio Noronha deixa claro que a prisão, hoje, de executivos do Banco Paulista é só inicio da investigação que levará a todos os outros bancos envolvidos com lavagem de dinheiro, como é o caso do Credit Suisse, até o momento, sem acusação formal no Brasil – ao contrário de seu país de origem, onde o banco já foi formalmente condenado por corrupção: “A operação de hoje inicia a responsabilização de agentes que atuaram no mercado financeiro e bancário, e permitiram que milhões de reais fossem lavados e pagos como propina no grande esquema revelado pela Lava Jato. Quem falhou na detecção e na comunicação dessas condutas criminosas de lavagem, e até delas participou, pode ser chamado à responsabilidade”.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos