Meghan Markle y Harry hijo
Londres

Meghan Markle e o príncipe Harry já são pais. A duquesa de Sussex deu à luz seu primeiro filho, um menino de 3,26 quilos. Como é tradição entre a família real britânica, o nome do bebê só será anunciado dentro de alguns dias. A criança nasceu às 5h26, no horário britânico (9h36 em Brasília). De acordo com o comunicado da família real britânica, “tanto Sua Alteza Real como o menino estão bem”. Harry esteve presente durante o parto.

O bebê se torna o sétimo na linha de sucessão ao trono britânico, depois de seu avô, o príncipe Charles; seu tio, o príncipe William; e seus primos George (cinco anos), Charlotte (cerca de quatro) e Louis (que nasceu em 23 de abril do ano passado); além do próprio pai, Harry.

“A rainha, o duque de Edimburgo, o príncipe de Gales, a duquesa da Cornualha, o duque e a duquesa de Cambridge, lady Jane Fellowes, lady Sarah McCorquodale e o conde Spencer foram informados e estão encantados com a notícia”, comunicou o Palácio de Buckingham.

A gravidez de Markle foi divulgada em 15 de outubro, durante uma turnê dos duques de Sussex pela Oceania. A duquesa teve que cancelar algumas atividades por causa da fadiga associada aos primeiros meses de gravidez. Durante o resto do tempo, permaneceu muito ativa e participou de vários eventos oficiais, tanto sozinha como com o marido. Em um deles, no início de janeiro, revelou que o bebê nasceria no final de abril ou no início de maio. Sua última aparição pública foi em 19 de março, quando ambos foram à New Zealand House em Londres para apresentar condolências pelo ataque sofrido em uma mesquita na Nova Zelândia.

Os duques de Sussex, que se casaram em 19 de maio do ano passado em uma luxuosa cerimônia no castelo de Windsor, anunciaram em 10 de abril seu desejo de manter tudo relacionado com o nascimento do bebê na mais estrita privacidade, pelo menos durante os primeiros dias. “O duque e a duquesa estão ansiosos para dar esta notícia tão emocionante para todos, assim que tiverem a oportunidade de celebrar em privado, como uma nova família”, explicou o comunicado emitido pelo Departamento de Comunicação do Palácio de Buckingham.

Depois do anúncio, começaram as apostas, rumores, críticas e elogios ao casal na imprensa sensacionalista do Reino Unido. A comparação imediata foi com a cunhada de Meghan, Kate Middleton. Todos os partos da duquesa de Cambridge foram nas instalações hospitalares que tradicionalmente recebem os membros da realeza britânica – a Lindo Wing (ala Lindo) do Saint Mary Hospital, em Londres –, e logo depois ela apareceu diante da mídia, com seu melhor rosto e trajes, com os bebês George (julho de 2012), Charlotte (maio de 2015) e Louis (abril de 2018). Os mais puristas dizem que essas são as exigências típicas de sua posição. Mas a adesão estrita aos costumes também ganhou algumas críticas. A atriz Keira Knightley disse como estava fora da realidade para as demais mães a decisão de Kate Middleton de sair do “hospital apenas sete horas após o nascimento, com o rosto maquiado e de salto alto”.

Os duques de Sussex, no dia do casamento, em 19 de maio de 2018, em Windsor ampliar foto
Os duques de Sussex, no dia do casamento, em 19 de maio de 2018, em Windsor WPA Pool Getty Images
 Meghan Markle decidiu evitar esse momento crítico e muitas outras imposições. Ainda não se sabe  se a duquesa de Sussex, que já havia anunciado sua decisão de ter um parto natural, sem anestesia epidural, iria para o hospital em Windsor, o mais próximo da nova residência do casal, em Frogmore Cottage, ou se confirmaria mais um dos rumores que circulavam havia semanas, sem nenhuma fonte, de que Meghan teria o bebê em sua própria casa.

O fato de que o bebê ocupará o sétimo lugar na linha de sucessão ao trono, e em torno desse dado objetivo, quase banal, foram gastos rios de tinta. Os demais eram todos incógnitas exploradas pelas casas de apostas britânicas. Menino ou menina? Os duques não quiseram saber até o último momento, como é tradição na casa real britânica. As más línguas garantem, porém, que a desafortunada Diana de Gales soube imediatamente que seus dois filhos eram homens, mas guardou a informação para si mesma.

A lua de mel dos britânicos com a atriz norte-americana começou a esmorecer há algum tempo, e com o distanciamento começaram a proliferar maledicências e meias-verdades. O elevado número de assessores do casal que se demitiram de seu cargo alimentou a ideia do suposto caráter impossível da duquesa de Sussex. Um confronto aparente com a cunhada Kate posicionou grande parte do público britânico do lado da quase perfeita duquesa de Cambridge, que cumpre com rigor todos os estereótipos de compostura e estilo esperados da família real no Reino Unido.

Para pôr um pouco de ordem na já tempestuosa comunicação do casal com os tabloides do país, Harry e Meghan contrataram recentemente Sara Latham. Assessora da equipe do ex-presidente dos EUA Bill Clinton, da candidata democrata Hillary Clinton e do grupo de peritos que preparou a transição na chegada de Barack Obama à Casa Branca, Latham tem a tarefa especial de moldar a imagem do casal.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos