Se alguém quisesse atentar contra Bolsonaro, não usaria faca de pão, diz Jean Wyllys

Previdência: desencontros entre governo e Congresso

Em entrevista à Época, Jean Wyllys foi questionado sobre como lidou com declarações que tentaram associar sua imagem ao atentado contra Jair Bolsonaro. Ele respondeu:

“Mas é óbvio que uma pessoa com dois neurônios, que faça uma sinapse, sabe que eu jamais poderia ser mandante de um crime, pois não sou assassino, criminoso, nem ligado à milícia. Quem é ligado à milícia é o presidente da República, não eu. Se alguém poderia encomendar uma morte era ele, não eu. E ademais esse atentado contra o Bolsonaro está para ser explicado. Se alguém quisesse de fato atentar contra a vida dele, usaria uma arma de fogo, um fuzil a longa distância e não uma faca de pão no meio de uma multidão.”

É óbvio que Jean Wyllys não faz sinapses.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos