Por Alba Valéria Mendonça e Victor Ferreira, G1 Rio e GloboNews

 
Corpo de Domingos Oliveira é velado no Rio

Corpo de Domingos Oliveira é velado no Rio

Amigos, parentes e artistas foram prestar uma última homenagem ao ator, autor e diretor Domingos Oliveira, de 82 anos, que morreu na tarde de sábado (23). Ele sofria de Mal de Parkinson. O velório está sendo realizado desde a noite de sábado, no Teatro Maria Clara Machado, no Planetário do Rio, na Gávea, na Zona Sul do Rio.

O enterro está marcado para as 13h deste domingo (24), no Cemitério São João Batista, em Botafogo, na Zona Sul.

Durante toda a noite de sábado e madrugada deste domingo (24), foram projetadas em um telão fotos e vides de Domingos.

 

Foram realizadas projeções de fotos e vídeos durante toda a madrugada no velório de Domingos Oliveira — Foto: Alba Valéria Mendonça / G1 Foram realizadas projeções de fotos e vídeos durante toda a madrugada no velório de Domingos Oliveira — Foto: Alba Valéria Mendonça / G1

Foram realizadas projeções de fotos e vídeos durante toda a madrugada no velório de Domingos Oliveira — Foto: Alba Valéria Mendonça / G1

A viúva Priscilla Rosembaum e a filha Maria Mariana contam que receberam ontem uma carta que Domingos tinha escrito há 20 anos sobre a morte dele.

“Chorei e ri muitas vezes, a carta é incrível. Ele fez a dramaturgia do próprio enterro. Agora, minha missão é descobrir a criatividade dele dentro de nós”, disse a filha.

Priscila contou que até sexta-feira ele estava trabalhando e que representar, contar histórias era a vida dele. “Ele dizia que só a arte salva e sem arte não há salvação”, disse a viúva.

 

Vviúva Priscilla Rosembaum e a filha Maria Mariana — Foto: Alba Valéria Mendonça / G1 Rio Vviúva Priscilla Rosembaum e a filha Maria Mariana — Foto: Alba Valéria Mendonça / G1 Rio

Vviúva Priscilla Rosembaum e a filha Maria Mariana — Foto: Alba Valéria Mendonça / G1 Rio

Domingos Oliveira tinha uma relação profunda com este teatro. Ele foi diretor da casa durante oito anos, na década de 90. Vários artistas que contracenaram lá, falaram desse período de riqueza do teatro.

A atriz Fernanda Montenegro fez um discurso emotivo sobre a importância de Domingos Oliveira para a arte e a cultura no Brasil. Ela contou que conheceu o diretor há uns 60 anos.

“É uma época de sonhos que vai com ele. Era um poeta, de uma sensibilidade que a gente não vê todo dia. Arregimentador de cultura, de humanidade, de juventude. Um homem da cidade, com mais de 80 anos, absolutamente jovem trazendo ainda uma esperança daqueles anos que se foram. Nós tínhamos esperanças de um país melhor, uma crença no nosso futuro, na nossa responsabilidade como brasileiros, como o caráter do brasileiro. Hoje não estamos nem na entressafra, estamos numa baixaria absoluta. Ele simbolizava tudo isso para mim”, disse Fernanda Montenegro, muito emocionada.

 

Fernanda Montenegro esteve no velório do diretor Domingos Oliveira — Foto: Reprodução / TV Globo Fernanda Montenegro esteve no velório do diretor Domingos Oliveira — Foto: Reprodução / TV Globo

Fernanda Montenegro esteve no velório do diretor Domingos Oliveira — Foto: Reprodução / TV Globo

O ator João Vitor Oliveira, sobrinho-neto de Domingos, disse que começou no teatro aos 14 anos, em 2010 com o tio.

“Tive a sorte de ter bebido dessa fonte bem de perto. Pena que Tive pouco tempo. Até então ele era apenas o tio Mingão. Minha missão é propagar a palavra e o amor dele”, disse João.

 

Ator João Vitor Oliveira chega ao velório de Domingos Oliveira — Foto: Alba Valéria Mendonça / G1 Ator João Vitor Oliveira chega ao velório de Domingos Oliveira — Foto: Alba Valéria Mendonça / G1

Ator João Vitor Oliveira chega ao velório de Domingos Oliveira — Foto: Alba Valéria Mendonça / G1

A mãe de João, a sobrinha e diretora do Teatro Gláucio Gil, Bia Oliveira, disse que Domingos era gênio e que sempre dizia que queria morrer no teatro. “Meu tio era um gênio. Deixou mais de 150 textos. Ele deixa um legado de amor e da palavra.”, disse Bia, que está remontando dez anos depois a peça “Os melhores anos de nossas vidas”.

Também estiveram no velório as atrizes Maitê Proença e Fernanda Torres, o ator Caio Blat, que também fez uma despedida emocionada.

“Tem muita gente aqui que só conheço por causa, Domingos. Você foi imensamente generoso, sempre transbordando o seu amor, sua sabedoria imensa, seu carinho. Muito obrigado por ter juntado todas essas pessoas aqui”, disse Blat.

 

Caio Blat esteve no velório do diretor Domingos Oliveira, na noite deste sábado (23) — Foto: Reprodução / TV Globo Caio Blat esteve no velório do diretor Domingos Oliveira, na noite deste sábado (23) — Foto: Reprodução / TV Globo

Caio Blat esteve no velório do diretor Domingos Oliveira, na noite deste sábado (23) — Foto: Reprodução / TV Globo

A filha do diretor, a atriz Maria Mariana disse que ele era um homem digno e que morreu com muita dignidade, como ele quis: com tranquilidade, sem precisar passar por hospital, em casa ao lado das pessoas que amava.

“Ele teve amigos, sempre ligava para os amigos, mesmo no meio daquela trabalheira. Só tenho uma palavra para dizer: gratidão”, disse a filha.

O atual diretor do teatro, Antônio Gilberto, falou sobre a morte do amigo. “O Brasil perde a presença física de um artista ímpar. Domingos foi um gênio no teatro, no cinema e na televisão, onde dirigiu e adaptou obras incríveis da literatura mundial e do teatro. Foi um período fantástico da nossa televisão, nos anos 70, e o legado dele continua”, garantiu o diretor.

O diretor de teatro Amir Haddad lembra que junto com Aderbal Freire Filho e Alcione Araújo sempre se reunião para conversar sobre seus respectivos trabalhos. “Ele deixa uma herança de amor. Era a vida dele. Ele tinha sempre uma palavra de afeto, delicada, era atencioso, gentil e sedutor. Deixa um grande legado cultural”, disse Haddad.

 

Amir Haddad (de boné) chega ao velório de Domingos Oliveira — Foto: Alba Valéria Mendonça / G1 Amir Haddad (de boné) chega ao velório de Domingos Oliveira — Foto: Alba Valéria Mendonça / G1

Amir Haddad (de boné) chega ao velório de Domingos Oliveira — Foto: Alba Valéria Mendonça / G1

 

Sobrinha de Domingos e diretora de teatro Bia Oliveira — Foto: Alba Valéria Mendonça / G1 Sobrinha de Domingos e diretora de teatro Bia Oliveira — Foto: Alba Valéria Mendonça / G1

Sobrinha de Domingos e diretora de teatro Bia Oliveira — Foto: Alba Valéria Mendonça / G1

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos