Do Jornal do Brasil

 

Um total de 19 pessoas que trabalhavam para agências ou organizações ligadas à ONU estão entre as 157 vítimas do acidente ocorrido neste domingo com um avião da Ethiopian Airlines nos arredores de Adis-Abeba, segundo fontes da organização.

“De acordo com as primeiras indicações, 19 membros de organizações afiliadas à ONU morreram”, diz em comunicado divulgado em Genebra o diretor da Organização Internacional para as Migrações (OIM), Antonio Vitorino. “A tragédia afeta profundamente toda a família da ONU”, assinala.

Macaque in the trees
Acima, homem inspeciona área onde o avião da Ethiopian Airlines caiu, a 60km da capital etíope, Adis Abeba, matando 157 pessoas. Ao lado, o popular modelo 737 MAX da americana Boeing (Foto: Fotos: AFP)

Além da OIM, PMA, Acnur, UIT, PNUMA e Banco Mundial também perderam funcionários, citou Vitorino.

Estabelecer o número exato de funcionários da ONU no voo é difícil, uma vez que nem todos informaram à organização seu plano de viagem, e nem todos usaram o passaporte diplomático para viajar, explicou uma fonte da organização.

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, disse estar “profundamente entristecido com a perda trágica de vidas”, e enviou condolências à Etiópia e a parentes das vítimas.

“As Nações Unidas estão em contato com autoridades da Etiópia e trabalhando com elas para saber com detalhes que funcionários da ONU perderam a vida na tragédia”, assinalou Guterres.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos