Daqui a pouco, alguém só é preso se concordar, ironiza Moro

 

Sergio Moro defendeu hoje a ampliação dos casos em que a Justiça pode extrair a identificação genética de condenados criminalmente, um dos pontos de seu pacote anticrime.

Hoje, a lei prevê que só os condenados por crimes praticados com violência grave ou por crimes hediondos terão o perfil genético identificado. Moro quer ampliar essa identificação para os condenados por crimes dolosos.

“Há alguns que argumentam que colher o perfil genético é inconstitucional. Particularmente, eu vejo que é busca e apreensão de um vestígio corporal. Se é inconstitucional, então também é inconstitucional colher impressão digital”, disse o ministro da Justiça.

“Porque, se a pessoa não é obrigada a fazer nada, então também não pode ser obrigada a fornecer impressão digital. E nós, daqui a pouco, vamos caminhar num sentido de que alguém só é preso e levado à cadeia se concorde”, ironizou.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Fevereiro 2019
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728