Por Diego Amorim

Flávio Dino, governador do Maranhão, não concorda que a Previdência no Brasil está quebrada.

Filiado ao PCdoB, ele diz entender muito do assunto e defende a necessidade de analisar separadamente os regimes geral e próprio.

Dino afirmou a O Antagonista ser “absolutamente falso” concluir que a reforma é “urgente e necessária”, sob o risco, no entender dele, de “impedir as pessoas de usufruírem de seus direitos”.

“O governo deveria era pensar em criar uma contribuição sobre as grandes fortunas, principalmente atacando os bancos.”

Ele emendou:

“Essa proposta que o governo vai mandar não pode privilegiar segmentos. Se alguém de farda ou toga, por exemplo, ficar de fora da reforma, não vejo, de minha parte, nenhuma possibilidade de discussão política sobre o assunto.”

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Fevereiro 2019
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728