Resultado de imagem para Bolsonaro e Netanyahu no Rio de Janeiro
Bolsonaro recebe Netanyahu no Forte de Copacabana (Rio) às véperas da posse…
Resultado de imagem para PT anuncia que não participará da posse em Brasilia
…e o PT, de punhos cerrados, avisa que não participará da festa em Brasília.

ARTIGO DA SEMANA

A presença de Ulysses na chegada de Bolsonaro

Vitor Hugo Soares

A três dias da festa da posse do presidente Jair Messias Bolsonaro – que  juntamente com os quase 58 milhões de votos nas eleições de outubro passado , obteve também a legitimidade para comandar a República pelos próximos quatro anos – é sempre bom e oportuno recordar pensamentos de Ulysses Guimarães, mestre da política, do discurso e da ação democrática, em sua concepção mais elevada e civilizada, principalmente na luta parlamentar. Escolho um deles, do tempo da ditadura, por mais estranho e contraditório que pareça, para abrir este artigo de fim de 2018 e de expectativas da chegada do novo governo.

É a primeira do ranking das 100 melhores frases selecionadas por Dona  Mora e publicadas no livro “Rompendo o Cerco”, lançado em 1978, pela Editora Paz e Terra (coleção Documentos da Democracia Brasileira). Em seguida à histórica noite dos cães enfurecidos da PM, na Praça do Campo Grande, em Salvador, açulados contra Ulysses, então líder maior das oposições no Brasil, durante a proibida celebração  do 1º de Maio na Bahia.
 
 “No que concerne ao primeiro cargo da União e dos Estados, dura e triste tarefa esta de pregar numa “república” que não consulta os cidadãos e numa “democracia” que silencia a voz das urnas”, pregava o desaparecido presidente do MDB. No largo contexto do espaço e do tempo, eis aí toda diferença na citação, aparentemente contraditória, em relação à chegada do novo mandatário ao Palácio do Planalto, e  ao que ele fala e promete fazer a partir da posse: “a consulta aos cidadãos” e a “voz das urnas”.

Isso faz – ou deveria fazer – toda diferença, para o bem ou para o mal. Para os vencedores e para seus oposicionistas, indistintamente. Afinal é esta a regra número um do jogo nas verdadeiras democracias: o respeito à alternância de poder determinado pelo veredicto das urnas.  É certo – ou quase – que nenhum dos lados irá muito longe, nem a nação dará passos adiante, se prevalecer a retórica e práticas odientas e burras dos projetos das “facadas”, do “é golpe”, de políticos abatidos a tiros no meio da rua – a exemplo de Marielle  França, no Rio, há quase 10 meses, e de Gerson Camatta, nesta quarta-feira, 25, de quase fim de dezembro. Ou as “manobras e truques; favorecedores da corrupçã o sistêmica que alimenta a aparentemente interminável teia de corruptos e corruptores insaciáveis. Vários deles já recolhidos à cadeia.

Nesta quinta-feira, 27, talvez tenha sido o prefeito de Salvador,  ACM Neto, presidente nacional do DEM, quem melhor conseguiu sintetizar o quadro que temos e o que se espera depois da festa de posse em Brasília. Em entrevista publicada na Tribuna da Bahia ele disse, por exemplo, não acreditar que o governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), perseguirá a Bahia ou o Nordeste, domínios que permanecem petistas, ou “de esquerda” em seus governos estaduais, depois das eleições passadas.

“A eleição tem que encerrar as disputas. Não creio, pelo que conheço do presidente eleito, que ele tenha o espírito de perseguir a Bahia porque Rui Costa (PT) não o apoiou na eleição. Por outro lado, Rui Costa precisa descer do palanque. Não adianta o governador estar aqui na Bahia esculhambando o presidente, e depois ir à Brasília e querer portas abertas do governo federal. Rui (e o PT) precisam  colocar os interesses do estado em primeiro lugar”, avisa o prefeito de Salvador.
O resto é pagar para ver. Feliz Ano Novo a todos.

Vitor Hugo Soares, jornalista, é editor do site blog Bahia em Pauta. E-mail: vitor_soares1@terra.com.br

Be Sociable, Share!

Comentários

Vanderlei on 29 dezembro, 2018 at 15:35 #

Infelizmente, e para pior para o Brasil, para a esquerda”democrática” as eleições ainda não terminaram.


Vanderlei on 29 dezembro, 2018 at 23:52 #

Infelizmente, e pior para o Brasil, para os partidos de esquerda, liderados pelo PT, as eleições ainda não terminaram. Se tem um fato que coloca a “coroa de louros” na DEMOCRACIA de um país é exatamente a posse de um Presidente da República, eleito pela maioria da população, pela sua carga simbólica e dimensão ritual.


Maria Aparecida Torneros on 1 Janeiro, 2019 at 9:09 #

Vítor e toda a turma do BP! FELIZ 2019!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • dezembro 2018
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31