Repito neste 12 de novembro de 2018, o que escreveu Saul Alberto Loyola há 4 anos na área de comentários do youtube: Uma dupla adorável, sem limite de beleza e harmonia musical”.
Destaque para a poesia que às profundezas maiores dos sentimentos de perda e ausência, que o gênio de Serrat produziu tomado ainda pela dor da morte de sua mãe e pela emoção que sentiu diante do caixão. A sua interpretação em dueto com Mercedes Sosa ( talvez a artista que melhor compreendeu a poesia e os sentimentos de Serrat nesta e outra canções) é uma emoção à parte. Confira.
BOM DIA!!!
(Vitor Hugo Soares) 
“Aquellas Pequenas Cosas
Juan Manuel Serrat
“Uno se cree / Que las mató El tiempo y la ausencia / Pero su tren Vendió boleto De ida y vuelta/  Son aquellas pequeñas cosas Que nos dejó un tiempo de rosas/ En un rincón En un papel O en un cajón /Como un ladrón Te acechan detrás De la puerta/ Te tienen tan A su merced Como hojas muertas/ Que el viento arrastra allá o aquí/ Que te sonríen tristes y Nos hacen que Lloremos cuando Nadie nos ve”

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • novembro 2018
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    2627282930