Jornal do Brasil

 

O Ministério da Agricultura será a primeira pasta da administração Bolsonaro ocupada por uma mulher. A deputada Tereza Cristina (DEM-MS), líder da bancada ruralista, reeleita para mais um mandato na Câmara, assumirá o ministério. A parlamentar foi indicada por um grupo de 20 integrantes da Frente Parlamentar Agropecuária (FPA), em reunião no Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, onde funciona o gabinete de transição de governo. A bancada ruralista no Congresso Nacional reúne aproximadamente 260 parlamentares.

Engenheira agrônoma e empresária, Tereza Cristina é presidente da FPA e tem uma longa trajetória no setor. Ela foi secretária de Desenvolvimento Agrário da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo de Mato Grosso do Sul durante o governo de André Puccinelli (MDB).

Neste ano, Tereza Cristina foi uma das lideranças que defenderam a aprovação do Projeto de Lei 6.299, que flexibiliza as regras para fiscalização e aplicação de agrotóxicos no país.

Durante a campanha e depois de eleito, Bolsonaro fez várias defesas do agronegócio e dos investimentos no campo. Ele chegou a anunciar a fusão dos ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente, mas depois afirmou que pensa em manter as pastas separadas, como estão atualmente.

Macaque in the trees
Tereza Cristina (Foto: Reprodução Facebook)

No fim do mês passado, a parlamentar chegou a criticar uma possível fusão entre os ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente.

“Precisamos ainda entender como viria isso, por isso não vou dizer se sou a favor ou contra, mas nos traz sim uma preocupação de trazer para dentro da Agricultura um ministério desse tamanho e complexidade”, disse a líder da bancada ruralista, Tereza Cristina (DEM-MS), citada pelo jornal O Globo.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • novembro 2018
    S T Q Q S S D
    « out    
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    2627282930