set
29
Postado em 29-09-2018
Arquivado em (Artigos) por vitor em 29-09-2018 00:29

Do Jornal do Brasil

 

Bolsonaro pede que a Justiça recolha exemplares de revista que o atacou

Gustavo Bebianno, presidente do PSL, protocolou no Ministério Público do Rio de Janeiro notícia-crime contra a revista Veja por conta de matéria na qual a publicação citou vários detalhes do processo de divórcio de Jair Bolsonaro, em que Ana Cristina acusa seu ex-marido de ter gastos incompatíveis com a renda de parlamentar e, até mesmo, de ter roubado dinheiro e jóias do cofre que mantinha num banco. No documento assinado por Bebianno, o capitão da reserva pede que todos os exemplares da revista sejam recolhidos.

O texto diz que “trata-se de gravíssima violação ao princípio da dignidade humana de todos os envolvidos no processo”. Além disso, o presidenciável pede a investigação da conduta, pois ‘sem procuração outorgada pelas partes, a Editora Abril promoveu o desarquivamento dos autos protegidos por segredo de justiça, e, consequentemente, ter acesso ilícito às informações processuais protegidas’.

Macaque in the trees
Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução / Facebook )

Corregedoria instaura sindicância

A Corregedoria Geral da Justiça instaurou sindicância administrativa na tarde desta sexta-feira, 28, para apurar eventual envolvimento de servidores e ou magistrados na concessão irregular de vista dos autos do processo de litígio.

Em portaria, o corregedor-geral, desembargador Claudio Mello Tavares, lembrou que os processos de família tramitam em segredo de Justiça e só podem ter acesso aos autos as partes e seus respectivos advogados. “Houve diversos pedidos de desarquivamento de processos em trâmite nas Varas de Família da Comarca da Capital em que o mencionado candidato é parte, pela Editora Abril, responsável pela Veja”, aponta o corregedor.

Em princípio, qualquer cidadão pode pedir vista a processos. No entanto, aqueles que correm em varas de família não podem ser acessados pois correm em segredo de Justiça. Ainda assim, a Editora Abril pediu o desarquivamento do processo de divórcio de Bolsonaro em 27 de agosto. O pedido foi atendido pela 2ª Vara de Família, da Barra da Tijuca, em 4 de setembro último.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos