Marina: “Não dá mais, não dá mais, não dá mais…”

Por Diego Amorim

Marina Silva, na convenção que confirma agora seu nome à Presidência da República, relembra Chico Mendes, sua infância e as doenças que enfrentou.

Agradece a Deus e à família. Diz que é movida “pela fé e pela determinação”.

Detalha sua trajetória política e ataca o governo Dilma-Temer, chamado por ela de “grupo criminoso”.

Volta a frisar que vai “governar com os melhores”. Defende o fim da reeleição e do foro privilegiado. Defende também as candidaturas avulsas.

E repete, com a ajuda da militância, depois de dizer que “as pessoas querem mudar, mas não mudam”.

“Não dá mais, não dá mais, não dá mais…”

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos