ago
01
Postado em 01-08-2018
Arquivado em (Artigos) por vitor em 01-08-2018 01:10

Da Tribuna da Bahia, Salvador

Foto: Reprodução


Presente entre os convidados que acompanharam a entrevista do candidato à Presidência do PSL, Jair Bolsonaro, ao programa Roda Viva, da TV Cultura, a advogada Janaína Paschoal afirmou na madrugada desta terça-feira (31), que ainda não se decidiu sobre o convite feito pelo deputado para que integre a chapa como vice

Janaína e Bolsonaro conversaram por cerca de duas horas na segunda-feira. Segundo a professora da USP, o diálogo “correu bem”. Ela disse, no entanto, estar relutante sobre entrar na política. “Eu sei que tem somente uma semana (para decidir). Estou em dúvida ainda. Estamos avaliando”, disse a jornalistas após o final do programa. 

Caso decida mesmo entrar na política, a advogada deixou claro que o fará “pelo Brasil”, e não para ajudar Bolsonaro. “Deixei isso bem claro para ele”, salientou.

Questionada sobre o que considera ser um vice ideal, a advogada disse entender que o posto deve ser ocupado por uma pessoa que “blinda o presidente, ou seja, não faz nenhum tipo de acordo que possa fragilizá-lo”, e ao mesmo tempo protege a Constituição. “A estabilidade da República é algo extremamente importante. Muita gente diz que o vice não presta para nada, mas eu acho muito importante.”

Também presente nos estúdios da TV Cultura, o presidente licenciado do PSL, Luciano Bivar, indicou que falta apenas Janaína aceitar a vaga. “É nosso anseio, um homem e uma mulher (na chapa)”, comentou. O eleitorado feminino é um dos principais pontos fracos identificados dentro da campanha bolsonarista, que também chegou a cogitar o nome da jornalista Joice Hasselmann para a vaga.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos