jul
03

O técnico Tite defendeu mais uma vez o craque Neymar, decisivo na vitória por 2 a 0 sobre o México, nesta segunda-feira, que colocou o Brasil nas quartas de final da Copa do Mundo.

Depois de atuações irregulares na fase de grupos, repleta de polêmicas pela questão emocional do jogador, Neymar começou a se soltar e demonstrar todo seu potencial, puxando o nível de atuação da equipe para cima.

“Neymar está melhorando nesse aspecto (emocional). Tem que ficar focado. Quando gastamos energia em outras situações que não seja jogar, perde o foco. A responsabilidade dele é jogar, felizmente ele está entendendo e acatando”, avaliou Tite em coletiva de imprensa após o jogo.

Ainda assim, Neymar esteve envolvido em lance polêmico ao levar pisão de Layún na segunda etapa, sendo criticado pelo técnico Juan Carlos Osório ao final do embate.

“Neymar joga bola. Não pisa, e pisaram nele. Eu estava do lado, e vi de novo pela televisão. Não precisa falar, é só olhar. Ele tem que jogar bola, eu falo, a direção fala, o árbitro apita. Cada um vamos embora”, respondeu Tite.

Resultado de imagem para Neymar eleito o melhor de Brasil 2 x o Mexico

Neymar foi eleito melhor em campo pela Fifa após a partida, participando de entrevista coletiva pela primeira vez na Copa do Mundo. E o craque se posicionou sobre as críticas recebidas.

“Esses últimos dois jogos eu não falei com a imprensa porque eu não queria polêmica, tem muita gente falando, uns se alteram, não sei se querem aparecer. Eu só tenho que jogar futebol, ajudar minha equipe. Eu vim para ganhar”, comentou Neymar, que não poupou elogios ao goleiro Guillermo Ochoa.

“Ochoa é um grande goleiro, sabemos da qualidade dele. Parabenizo por uma grande partida, mas eu não desisto nunca, sou brasileiro. Foi um gol de vontade, percepção, de estar ligado na partida. Consegui empurrar a bola para dentro”, disse o camisa 10.

– Favoritismo brasileiro –

Tite também comentou a eliminação de outros favoritos ao título, como Argentina, Espanha e Alemanha. Mas o treinador brasileiro analisou que a Copa do Mundo está muito imprevisível.

“O nível que atingimos é para quartas de final, a equipe tem que consolidar e crescer. Não me atenho a favoritismos, essa mesma equipe que vencemos hoje venceu, e bem, a Alemanha. Está muito aberto”, analisou Tite.

“A expectativa do técnico era repetir o padrão do jogo anterior, e se possível crescer, e ela o fez contra um adversário com características de bastante qualidade. Eu considero o equilíbrio a característica mais forte. É a equipe que mais finaliza, e talvez uma das que mais finalizam no gol”, celebrou o técnico brasileiro.

O Brasil agora espera o vencedor do duelo entre Bélgica e Japão. Quem vencer tem jogo marcado nas quartas de final na sexta-feira, em Kazan, às 15h pelo horário de Brasília.

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Neymar foi eleito melhor em campo pela Fifa após a partida, participando de entrevista coletiva pela primeira vez na Copa do Mundo. E o craque se posicionou sobre as críticas recebidas.

“Esses últimos dois jogos eu não falei com a imprensa porque eu não queria polêmica, tem muita gente falando, uns se alteram, não sei se querem aparecer. Eu só tenho que jogar futebol, ajudar minha equipe. Eu vim para ganhar”, comentou Neymar, que não poupou elogios ao goleiro Guillermo Ochoa.

“Ochoa é um grande goleiro, sabemos da qualidade dele. Parabenizo por uma grande partida, mas eu não desisto nunca, sou brasileiro. Foi um gol de vontade, percepção, de estar ligado na partida. Consegui empurrar a bola para dentro”, disse o camisa 10.

– Favoritismo brasileiro –

Tite também comentou a eliminação de outros favoritos ao título, como Argentina, Espanha e Alemanha. Mas o treinador brasileiro analisou que a Copa do Mundo está muito imprevisível.

“O nível que atingimos é para quartas de final, a equipe tem que consolidar e crescer. Não me atenho a favoritismos, essa mesma equipe que vencemos hoje venceu, e bem, a Alemanha. Está muito aberto”, analisou Tite.

“A expectativa do técnico era repetir o padrão do jogo anterior, e se possível crescer, e ela o fez contra um adversário com características de bastante qualidade. Eu considero o equilíbrio a característica mais forte. É a equipe que mais finaliza, e talvez uma das que mais finalizam no gol”, celebrou o técnico brasileiro.

O Brasil agora espera o vencedor do duelo entre Bélgica e Japão. Quem vencer tem jogo marcado nas quartas de final na sexta-feira, em Kazan, às 15h pelo horário de Brasília.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • julho 2018
    S T Q Q S S D
    « jun   ago »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031