Eugênio Sávio em cobertura de jogo em São Petesburgo, na Copa da Rússia (Foto: Eugênio Sávio/Arquivo Pessoal) Eugênio Sávio em cobertura de jogo em São Petesburgo, na Copa da Rússia (Foto: Eugênio Sávio/Arquivo Pessoal)

Eugênio Sávio em cobertura de jogo em São Petesburgo, na Copa da Rússia (Foto: Eugênio Sávio/Arquivo Pessoal)

“Foi uma experiência nova para mim. Passei a receber notificações no meu Instagram. Foram mais de 10 mil e uns mil comentários. Foi uma avalanche no meu perfil e muitas pessoas reproduziram”, disse o fotojornalista Eugênio Sávio, referindo-se à foto de Paulinho, meio de campo da Seleção Brasileira.

Sávio eternizou o jogador em um gol que se parece com um movimento de balé. A foto viralizou nas redes sociais.

Para ele, as formas de divulgação dos trabalhos jornalísticos mudaram com as redes sociais e com a convergência de mídias, o que aumenta o alcance da publicação e a quantidade de visualizações.

Com 30 anos de profissão, Sávio já fez milhares de cliques em eventos esportivos como copas do mundo e olimpíadas. A última experiência foi neste ano no mundial da Rússia. Ele cobriu jogos como free lancer em Moscou, Rostof e São Petesburgo, e registrou momentos emocionantes.

 

Meio de campo da Seleção Brasileira, Paulinho parece dançar balé (Foto: Eugênio Sávio/Arquivo Pessoal) Meio de campo da Seleção Brasileira, Paulinho parece dançar balé (Foto: Eugênio Sávio/Arquivo Pessoal)

Meio de campo da Seleção Brasileira, Paulinho parece dançar balé (Foto: Eugênio Sávio/Arquivo Pessoal)

Professor de fotojornalismo, ele contou que eventos como a Copa do Mundo são interessantes para fazer registros. “É um evento global, que rende muita notícia”.

Além dos jogos, o fotógrafo falou que clica momentos fora dos estádios como os bastidores e a torcida, por exemplo. Somente na Rússia, ele fez aproximadamente 5 mil fotos digitais.

O profissional registrou fatos nas olimpíadas da China e do Brasil e em várias Copas das Confederações. Ele também clica momentos políticos, mas afirmou que o forte mesmo é jogo internacional de futebol.

Sávio foi para a Rússia no dia 7 de junho e precisou retornar a Belo Horizonte no sábado (29) porque perdeu o pai. Do contrário, ele disse que a previsão era ficar em terras russas enquanto o Brasil permanecesse no mundial.

Além da Rússia, EugSávio trabalhou nas copas de 1994, nos Estados Unidos; de 1998, na França; de 2002, no Japão/Coreia do Sul; de 2006, na Alemanha; de 2010, na África do Sul e de 2014, no Brasil.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • julho 2018
    S T Q Q S S D
    « jun    
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031