Um primor da canção para começar no BP o dia de saudar a chegada do Verão 2017 no hemisfério sul.

BOM DIA!!!

(Vitor Hugo Soares)

==============================================

“Flor da Paisagem”
Composição: Fausto Nilo
Intérprete:Fagner
Teu zói é a flor da paisagem Sereno fim da viagem Teu zói é a cor da beleza Sorriso da natureza Azul de prata, meu litoral Dois brincos de pedra rara Riacho de água clara Roupa com cheiro de mala Zóim assim são mais belos Que renda branca, que renda branca, que renda branca na sala Quem vê nêo enxerga a praia Nóis no lençol, nóis no lençol , nóis no lençol de cambraia Teus zói no fim da vereda Amor de papel de seda Teus zói que clareia o roçado Reluz teu cordão colado que renda branca na sala … nóis no lençol, nois no lençol … de cambraia!
 

 DEU NO JORNAL DO BRASIL (ONLINE)

 

O juiz Bruno Aielo Macacari, da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal (VEP-DF), determinou que o deputado Paulo Maluf (PP-SP) seja transferido para o Centro de Detenção Provisória do Complexo Penitenciário da Papuda, no DF, após o político ter se entregado, na manhã desta quarta-feira (20), na Superintendência da Polícia Federal de São Paulo.

A defesa do deputado Paulo Maluf (PP-SP) entrou com um pedido urgente para que a VEP-DF suspenda a execução da pena de 7 anos e 9 meses de prisão imposta pelo Supremo Tribunal Federal (STF) contra o político. No acórdão condenatório, a Corte determinou que a pena seja cumprida no DF.

Paulo Maluf se entregou nesta quarta-feira
Paulo Maluf se entregou nesta quarta-feira

Na peça da defesa, o advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, pede que o juiz de execução penal aguarde a análise de recurso contra a prisão de Maluf que a defesa pretende enviar ainda nesta quarta-feira (20) à presidente do STF, ministra Cármen Lúcia.

Caso a VEP-DF não acate o pedido de suspensão do cumprimento da pena, o advogado pede que o regime fechado seja substituído pelo domiciliar, em São Paulo, tendo em vista a idade avançada e a fragilidade do estado de saúde de Maluf, que segundo a defesa possui probleas de saúde – câncer de próstata, hérnia de disco e problemas cardíacos – que seriam impossíveis de serem tratados na prisão.

O juiz Macacari ainda não julgou o recurso, mas determinou que o Centro de Detenção da Papuda informe em 48 horas se tem condições de prestar assistência médica adequada a Maluf, “ainda que com recurso da rede pública de saúde”. O magistrado pediu que o Ministério Público se manifeste com urgência sobre o pedido da defesa.

Entenda o caso

Pelo placar de 4 a 1, Maluf foi condenado em maio pela Primeira Turma do STF. O colegiado entendeu que ele movimentou quantias milionárias em recursos ilícitos localizados em contas nas Ilhas Jersey. Apesar de julgar pela prescrição do crime de corrupção passiva, os ministros votaram pela condenação por lavagem de dinheiro.

Segundo a denúncia do Ministério Público, Maluf recebeu propina de contratos públicos com as empreiteiras Mendes Júnior e OAS. Os recursos teriam sido desviados da construção da Avenida Água Espraiada, hoje chamada Avenida Roberto Marinho. O custo total da obra foi de cerca de R$ 800 milhões.

As investigações se arrastaram por mais de 10 anos, desde a instauração do primeiro inquérito contra o ex-prefeito, ainda na primeira instância da Justiça. Os procuradores estimaram em US$ 170 milhões a movimentação de recursos ilícitos. O Supremo assumiu o caso após a eleição de Maluf como deputado.

Defesa

O advogado Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, informou que vai entrar ainda nesta quarta-feira com recurso no STF. Por meio de nota, o advogado criticou a decisão de Fachin. Para o defensor, por ter recebido um voto favorável por sua absolvição no julgamento da Primeira Turma, o deputado deveria ter direito a apresentar recurso ao plenário. Kakay disse que irá pedir à presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, para reverter a decisão que negou a última apelação de seu cliente.

“Esta decisão do ministro Fachin vem ao encontro deste momento punitivo e dos tempos estranhos pelos quais passamos”, disse o advogado. “Confiamos que a presidência do tribunal devolverá o direito do deputado de ver seu recurso ser analisado pelo pleno do Supremo” finalizou Kakay.

Com Agência Brasil

DEU NO BLOG O ANTAGONISTA

URGENTE: GILMAR SOLTA GAROTINHO

Gilmar Mendes, presidente do TSE, acatou liminar para soltar Anthony Garotinho.

O ex-governador havia sido preso, de novo, no fim do mês passado, em desdobramento da Operação Chequinho, acusado de integrar uma ORCRIM que arrecadava recursos de forma ilícita para financiar campanhas, inclusive mediante extorsão.

 

 

 

Jane Fonda
A atriz Jane Fonda em Beverly Hills, Califórnia no início do dezembro. Matt Winkelmeyer Getty Images
Los Angeles

Jane Fonda nunca pensou em chegar aos 80 anos. “Mas não voltaria à minha juventude nem por todo o dinheiro do mundo”, comentou este ano a atriz enquanto promovia em Los Angeles seu último trabalho, Nossas Noites. Dá na mesma o que ela quer. Seu encontro anual com a idade, o 21 de dezembro, está na virada da esquina e a atriz e ativista decidiu celebrar como sabe: com oito dias de festejos. Dias de festa que reconheçam as oito décadas de uma estrela na marra. Porque, como sempre diz a filha de Henry Fonda e irmã de Peter Fonda, a única razão pela qual se meteu com a carreira de intérprete foi porque a demitiram do emprego de secretária e tinha de ganhar o pão. “E como costuma acontecer com os filhos dos atores, sempre acabamos caindo no curral.” É a sua explicação do que veio depois.

Fonda nunca foi como o resto. Mais que uma intérprete, era um símbolo de independência, feminismo e empoderamento muito antes de que campanhas como #MeToo trouxessem à luz as desigualdades de gênero em uma indústria chamada Hollywood. Foi uma sex symbol em filmes como Barbarella (1975) e produtora consciente em outras fitas, como O Regresso (1978) e A Síndrome da China (1979). Como Fonda lembrou há tempos a este jornal, ela vem de uma geração em que as mulheres não podiam suar em público, algo que não a deteve na hora de se tornar a imagem mais popular da aeróbica.

A atriz Jane Fonda no desfile da L'Oreal em Paris em outubro. ampliar foto
A atriz Jane Fonda no desfile da L’Oreal em Paris em outubro. LaurentVu/SIPA LaurentVu/SIPA / Cordon Press

 

Continua se cuidando, embora não da mesma maneira. “Ando em vez de correr, e também não esquio mais, deslizo. E continuo fazendo yoga, mas muito devagar”, confessa. Uma rotina que alterna com massagens faciais, especialmente quando trabalha. Isso não lhe falta, já que à beira dos 80 a ganhadora de dois prêmios Oscar está mais presente que nunca. Este ano estreou o longa-metragem, com Robert Redford, e a série Frankie & Grace iniciará em 2018 sua quarta temporada na Netflix. Como diz, é “uma bênção” poder continuar fazendo o que agora desfruta.

dez
21
Posted on 21-12-2017
Filed Under (Artigos) by vitor on 21-12-2017

  • Arquivos

  • dezembro 2017
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728293031