CRÔNICA

Peitões de Anitta e as dúvidas de Anderson

Janio Ferreira Soares

 

“Oi, meu nome é Anderson, tenho 19 anos e tô em dúvida quanto à minha sexualidade. Digo isso porque quando tava assistindo ao Prêmio Multishow e os peitões de Anitta me olharam como se fossem os olhos do bandido da música de Caetano, tive uma ereção bem ligeirinha. O problema, e isso meu amigo Lívio notou na hora, é que quando Pabllo Vittar surgiu com aquelas coxonas de ema, me deu um comichão muito maior do que os mamilos da minha deusa. Será que sou gay, my god? Tô me achando, juro!

Tenho dois irmãos. O mais velho, Evanilson Pegadão, é motoboy e vive no meu pé só porque tenho um pôster de Rodrigo Hilbert, sem camisa, retalhando um porco. Ele tem é inveja, pensa que não sei? Já Andreiçon, o caçula, é outro nível. Ele adora Aninha Franco e fazia teatro, mas teve que trabalhar pra ajudar lá em casa quando nosso pai perdeu o emprego depois que o Bompreço virou Walmart. Mas agora ele tem que ir pra Sampa fazer aquele curso do Woolf Maia. É que dizem que ele consegue umas pontas lá na Malhação. E não é porque é meu irmão não, mas o pestinha é bom. Mais do que Bruno Flávio, aquele metido que se acha o último siri da moqueca do Yemanjá, só porque numa apresentação das Noviças Rebeldes fez uma gracinha e um dos atores disse que ele tinha jeito pra coisa. Só se for pra porteiro!”.

“Oi, meu nome é Lívio, tenho 18 anos e também ando perdido quanto à minha sexualidade. Meu melhor amigo, Anderson, nem se fala. Às vezes ele até parece hetero, como no dia em que os mamilos de Anitta pularam fora do top. Mas aí, quando Pabllo Vittar entrou com aquelas coxas de avestruz, menino!, ele ficou agitadíssimo, tipo Jean Wyllys encarando Bolsonaro. Aqui pra nós, eu também piro quando Pegadão chega da rua, tira o capacete e acende um Marlboro, estilo Mickey Rourke naquele filme, aquele do gelo na barriga da loira, ai meu Deus, como é o nome? Só de pensar me arrepio todo. Sei não, mas acho que nesse Carnaval vou me acabar atrás do trio de La Mercury”.

“Oi, meu nome é Evanilson, mas me chamam de Pegadão. Sempre gostei de mulher, mas ando sentindo umas coisas estranhas quando desço da moto e Lívio começa a me olhar de um jeito que me deixa todo confuso. Aí acendo um cigarro e vou tomar um ar, mas ele me acompanha com um olhar bem pidão, tipo Travolta paquerando Olivia Newton John em Grease. Tá difícil resistir”.

“Oi, meu nome é Andreiçon, e na verdade nunca quis ser ator. Só entrei nessa porque tava de olho em Bruno Flávio, um colega que fazia teatro com Aninha Franco. Aí entrosei, mas foi só pra ficar perto dele. Agora complicou tudo, pois Anderson quer que eu faça o curso de Wolf Maia. Mas meu sonho é ficar com Bruninho”.

“Oi, eu seria Bruno Flávio, mas acabou o espaço. Só digo uma coisa: Dreiçon é um fofo!”.

 

Janio Ferreira Soares, cronista, é secretário de Cultura de Paulo Afonso, na margem baiana do Rio São Francisco.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • dezembro 2017
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728293031