out
30

DO JORNAL DO BRASIL (ONLINE)

O Hospital Sírio-Libanês divulgou um boletim médico na tarde deste domingo (29) informando que o presidente Michel Temer retirou a sonda nesta manhã e confirmando que a alta está prevista para esta segunda-feira (30).

“O presidente Michel Temer foi submetido hoje pela manhã ao procedimento de retirada da sonda vesical. O paciente encontra-se estável e com previsão de alta para o início da tarde de segunda-feira.

Ele está sendo acompanhado pelas equipes médicas coordenadas pelo Prof. Dr. Roberto Kalil Filho, Prof. Dr. Miguel Srougi e Dr. Felipe A. Barroso Braga.”

No final da manhã deste domingo, Temer recebeu a visita do presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf.

O Palácio do Planalto também divulgou nota neste domingo, confirmando o procedimento e a previsão de alta para segunda-feira:

Nota à imprensa

O Presidente Michel Temer foi submetido hoje pela manhã ao procedimento de retirada da sonda vesical. O estado de saúde do Presidente é estável e a previsão é que ele tenha alta no início da tarde de segunda-feira.

Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República

Recuperação

O médico do Hospital Sírio-Libanês em São Paulo e cardiologista do presidente Michel Temer, Roberto Kalil Filho, afirmou no sábado (27) que o presidente está “clinicamente muito bem” e que deveria ter alta na segunda-feira (29). A expectativa é de que ele volte a Brasília na quarta-feira.
Miguel Srougi afirmou que Temer já havia feito uma cirurgia na próstata há sete anos
Miguel Srougi afirmou que Temer já havia feito uma cirurgia na próstata há sete anos

“Ele fez um procedimento em Brasília e depois deu entrada neste hospital no dia de ontem [sexta], onde foi revisado e passou pelo procedimento de ressecção da próstata. Clinicamente, ele está muito bem. Passou pela unidade semi-intensiva. Foi para o apartamento, está estável. Não houve nenhuma intercorrência e deve receber alta na segunda-feira”, disse Kalil.

Temer foi internado na noite de sexta com um quadro de retenção urinária por hiperplasia benigna da próstata (crescimento do órgão), que obstruiu a uretra.

O urologista Miguel Srougi afirmou que Temer já havia feito uma cirurgia na próstata há sete anos. “Todo homem que opera a próstata está sujeito a apresentar sangramentos. De quarta para quinta-feira ele teve um quadro de sangramentos e retenção urinária, e foi colocada em Brasília uma sonda. É desconfortável ficar dois, três dias com esta sonda, e era preciso removê-la”, disse.

Srougi informou que a próstata de Temer tinha voltado a crescer, formando uma rede de vasos sanguíneos, o que foi constatado no exame preliminar feito antes da cirurgia. Este conjunto de coágulos obstruindo a uretra foi retirado. “Agora, é muito difícil voltar a aumentar de novo, muito improvável, mas não impossível”, afirmou Srougi.

Por precaução, também foi feita uma biópsia para afastar a possibilidade da causa do problema ser um tumor maligno. Segundo Srougi, o resultado preliminar foi de que não há risco de câncer.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • outubro 2017
    S T Q Q S S D
    « set   nov »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031