Está confirmada, tristemente para a imprensa baiana e nacional, a notícia da morte do jornalista e diretor da Associação Bahiana de Imprensa (ABI) Antônio Jorge Moura, divulgada mais cedo nesta quarta-feira (4/10) por sua irmã, Solange Moura na página do jornalista no Facebook. Antonio Jorge Morre aos 65 anos.

A causa da morte repentina (até ontem ele postou notas e comentou notícias em sua página no Facebook), foi um infarte fulminante enquanto dormia em seu apartamento.

Formado em Jornalismo pela Faculdade de Comunicação da UFBA, Antonio Jorge Moura começou sua carreira no extinto Jornal da Bahia, onde daria os primeiros e seguros passos para se transformar em um dos mais brilhantes, competentes e corajosos repórteres de sua geração, e durante décadas de múltiplas atividades no campo da comunicação social, incluindo marketing e assessoria políticia, atividades em que foi um dos pioneiros na Bahia, tendo assessorado Rômulo Almeida, quando o notável e saudoso político e planejador econômico presidia o PMDB baiano. Foi editor de Política do Correio da Bahia durante anos. Sua atuação de profissional “fuçador”, corajoso, inteligente e de texto envolvente, foi marcante principalmente nos anos 70, no jornalismo dos chamados anos de chumbo e de resistência da imprensa na Bahia contra a censura e pela liberdade de expressão. Então, Antonio Jorge trabalhou nas sucursais de O Globo e, depois, teve destacada passagem pela sucursal do Jornal do Brasil, em Salvador. Fez mais, muito mais, no jornalismo que se esvazia, enormemente, com a sua partida sem aviso prévio. “Na dura”, como ele gostava de dizer, em seu jeito todo próprio de falar sem meias palavras.

O sepultamento será nessa quinta-feira (5), às 16h, no Cemitério Jardim da Saudade, Capela H.

A Diretoria da ABI divulgou nota lamentando a morte.

“Tão tristes quanto surpresos, recebemos esta lamentável informação sobre o falecimento do jornalista Antônio Jorge Moura. Sempre o admiramos pela conduta ilibada no desempenho das atividades de comunicação, e notória era a sua dedicação aos assuntos da ABI, o que nos levou a nomeá-lo diretor da Casa de Ruy Barbosa recentemente, missão para a qual ele vinha se dedicando com muito afinco. O seu passamento, certamente, causa pesar aos que integram a imprensa baiana e fará falta nos trabalhos que se realizam na ABI. Aos familiares, manifestamos nossas condolências”, diz a nota, assinada pelo presidente da ABI, Walter Pinheiro.

O jornalismo da Bahia perde, de repente, um de seus mais vibrantes e destacados profissionais. Este editor do Bahia em Pauta perde um de seus maiores e mais generosos amigos e companheiros de vida e de profissão. Luto, Honras e Saudades!!!

(Vitor Hugo Soares)

17:50 | 04/10/2017

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • outubro 2017
    S T Q Q S S D
    « set   nov »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031