Lázaro Ramos declama na Flip, em palco na igreja.


DO EL PAÍS

André de Oliveira
Paraty

Pode parecer uma contradição. Mas ao transferir o palco principal da programação para dentro de uma igreja, a Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), que acabou neste domingo, se dessacralizou. No popular, desceu das tamancas. Perdeu o ar de coisa inatingível. É que nas edições anteriores, a imponência das tendas construídas especialmente para o evento e a luminosidade baixa presente nesses espaços temporários acabava fazendo, muitas vezes, com que os autores parecessem seres de outro planeta. Ao organizar as mesas dentro da igreja da Matriz, um espaço cheio de luz e muito mais despojado – apesar de estarmos falando de um templo religioso –, os escritores e suas falas se aproximaram do público.

A novidade é um bom símbolo do êxito desta 15ª edição da Flip, que tinha o desafio de trabalhar com menos recursos e, apesar disso (e talvez um pouco também por isso), acabou apresentando ao público um mundo literário diverso, às vezes inesperado, e sempre atual. Ainda sobre a transferência do evento para dentro da igreja, Mauro Munhoz, diretor da Casa Azul, associação organizadora da festa, disse em entrevista coletiva neste domingo que, com a nova configuração, a impressão que dá é que se conquistou um “ponto de maturidade na ocupação do espaço público com cultura” nos dias de evento em Paraty.

“Há um certo embrutecimento das coisas, ódio, intolerância, mas mostramos como as pessoas podem conviver em harmonia”, disse Munhoz ao lembrar que os cinco dias de Flip possibilitaram a convivência entre pessoas diferentes, que talvez nunca se conhecessem, em uma mesma rua, uma mesma cidade. A fala do diretor da Casa Azul levanta ainda mais a curadoria da programação, elogiada nos últimos dias, feita pela historiadora e jornalista Josélia Aguiar. Em entrevista ao EL PAÍS, dias antes do evento ter início, Josélia disse que sua principal preocupação tinha sido mapear a literatura fora dos radares, mas tentando sempre equilibrar os pesos. Não se tratava de virar as costas ao mercado, mas de incluir outras vozes do mundo literário. Conseguiu.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos