jul
23
Postado em 23-07-2017
Arquivado em (Artigos) por vitor em 23-07-2017 00:12

DEU NO BLOG O ANTAGONISTA

Gilmar Mendes tenta adiar ou barrar voto impresso

O Estadão informa que a impressão do voto nas urnas eletrônicas em todo o País deverá custar R$ 2,5 bilhões aos cofres públicos nos próximos dez anos, segundo projeção do TSE.

Ministros da Corte Eleitoral “acreditam que a reprodução do voto em papel vai provocar uma série de transtornos a partir do ano que vem, como aumento nas filas e no número de equipamentos com defeitos”.

O novo modelo de urna custa US$ 800 (cerca de R$ 2.520), ante US$ 600 (R$ 1.890) do modelo atual, e o TSE estima que 35 mil unidades – de um total de 600 mil – deverão ser utilizadas já em 2018.

Em um esforço para adiar ou até mesmo barrar o voto impresso, o presidente do TSE, Gilmar Mendes, tem discutido o assunto com Rodrigo Maia (DEM-RJ), e outras lideranças partidárias, segundo o jornal

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos