Quinteto de graúdos do PMDB se assusta…


…com buscas e apreensões da Leviatã
sobre Belo Monte e Angra 3.

ARTIGO DA SEMANA

Voo do Leviatã e o jogo (em dupla) FHC – Lula

Vitor Hugo Soares

Com atenção máxima – e o interesse jornalístico que o fato desperta – sigo desde cedo, na quinta-feira(16), do meu observatório baiano de sismos políticos, instalado na cidade de todos os santos (“e de quase todos os pecados”, como dizia o cronista Nelson Gallo), os lances principais da Operação Leviatã (braço da Lava Jato) que agentes da Polícia Federal promovem em vários pontos do País. Cumprem mandados judiciais de buscas e apreensões em “endereços nobres”. Apuram sobre propinas e outras mutretas remuneradas, em torno das obras de construção da hidrelétrica de Belo Monte, que ocupam terras e águas amazônicas, no interior do Pará.

Logo no começo do dia cercado de suspeitas e de expectativas, até mesmo sobre o próprio futuro da PF, esta movimentação representa um reconfortante sinal de alento moral, no quase final desta estranha semana de fevereiro, em que os números das pesquisas se destacaram nos espaços de informação e opinião, a partir de seus resultados que (real ou ardilosamente) parecem derrubar ainda mais a parca confiabilidade do presidente Temer (PMDB), e elevar Lula (PT), o ex, que segura onde e em quem pode para não desabar de vez: duas faces – opostas na aparência pela conjuntura – da tragédia brasileira (na política, na ética, na economia e na administração pública) dos últimos 14 anos.

Tem, igualmente, um ou mais dedos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), no meio desta história pouco exemplar. Novo pacto da velha e histórica dupla FHC – Lula parece estar em andamento. Mas isso é história longa, tortuosa, cheia de vai-e-vem, que pede um artigo inteiro para contar. Fica para depois.

Por enquanto, preciso de espaço de “interlúdio” ( obrigado Henri Miller) , para falar sobre o Leviatã. Personagem magnificamente escolhido pelos que pensam e executam a Lava Jato, para denominar este novo e promissor veio investigativo e de inteligência policial no âmbito geral do Petrolão. Que parece mirar Edison Lobão, entre outros potentados da política e da administração pública da atual República peemedebista que domina o país, mas que vem de longe – aliado (e beneficiário coadjuvante) que têm sido de governos petistas e tucanos.

À exemplo das indestrutíveis baratas, que “já faziam bater as sandálias no Novo Testamento”, segundo a magistral alegoria de Garcia Marquez no singular romance “Cem Anos de Solidão”, também o bíblico Leviatã exerce um enorme fascínio e curiosidade sobre este jornalista, desde os bancos ginasiais . Criatura mítica, carregada de simbologias, no Antigo Testamento, a figura do Leviatã é retratada pela primeira vez no Livro de Jó, capítulo 41. A descrição é breve, mas o suficiente para ser considerado pela Igreja Católica, na Idade Média, como o demônio representante da Inveja, o quinto pecado. Foi representado, também, na condição de um dos sete príncipes infernais.

Uma definição do Leviatã, provavelmente a primeira, em nota explicativa, é marcante: “monstro que se representa sob a forma de crocodilo, segundo a mitologia fenícia” (Velho Testamento, 1957:614). Em outras descrições figurativas, assume múltiplas formas de animais: serpente, polvo, leão marinho… Uma das mais impressionantes descrições de que me recordo, entre as leituras juvenis de aluno do Dom Bosco, colégio salesiano referencial em Petrolina (PE), dizia assim, como leio reproduzido agora em um espaço sobre o tema na web: “Debaixo de nós nada mais se via, senão uma tempestade negra, até que, olhando para o oriente, entre as nuvens e vagas, divisamos uma cascata de sangue misturado com fogo. E próximo de nós emergiu e afundou de novo o vulto escamoso de um leviatã”.

Aqui acaba o interlúdio. E estamos de volta ao começo factual deste artigo de opinião. Ah, antes que eu esqueça: opinar sobre os fatos – uma das maiores conquistas do jornalismo livre nas democracias de verdade -, está virando uma espécie de anátema. Peste maldita para algumas áreas da nossa imprensa e profissionais da comunicação. É provável que seja esta a primeira influência perversa por estas bandas do Atlântico sul, da “era Trump de jornalismo”, que começa a se instalar nos Estados Unidos. Uma lástima, se isso se confirmar! Se for motivado por submersos interesses, pior ainda.

Sobre a Operação Leviatã, que passou por aqui, leio no influente diário espanhol El Pais, que investiga pagamento de propinas para a construção da hidrelétrica monumental no Pará, e da usina nuclear de Angra 3, no Rio de Janeiro, dos maiores escândalos destes dias. Entre os alvos, estão o ex-senador Luiz Otávio (PMDB-PA), ligado a Jader Barbalho. E Márcio Lobão, filho do senador Edison Lobão. “A Leviatã coloca pressão sobre o clã Lobão e o PMDB apenas uma semana após Edison, o patriarca da família, que já é investigado pela Lava Jato em dois inquéritos, ser eleito para presidir a Comissão de Constituição e Justiça – uma das mais poderosas do Congresso. Caberá ao colegiado sabatinar Alexandre Moraes, indicado pelo presidente Michel Temer para a vaga de Teori Zavascki no STF, e também o futuro procurador- geral da República, que virá substituir Rodrigo Janot quando concluir o seu mandato”, registra El Pais, antecipando que pelas falas e condutas recentes de Lobão e outros maiorais de seu partido, os riscos da continuidade da Lava Jato, seguem mais fortes do que muitos dizem ou imaginam. Leviatã sinaliza, portanto, que dias mais difíceis e tempestuosos estão a caminho. A conferir.

Vitor Hugo Soares é jornalista, editor do site blog Bahia em Pauta. E-mail: vitor_soares1@terra.com.br

Be Sociable, Share!

Comentários

Lucia Jacobina on 18 Fevereiro, 2017 at 9:19 #

Lucidez, erudição, objetividade, eis alguns de seus múltiplos talentos jornalísticos. Desse seu observatório soteropolitano você tem visto e elaborado comentários preciosos sobre a vida política nacional.
Aguardo sua análise sobre a “histórica dupla FHC X Lula” que, tal como você já adiantou, merece ser abordada.


vitor on 18 Fevereiro, 2017 at 10:42 #

Lucia

Agradeço sensibilizado as palavras mais que generosas de seu comentário sobre o artigo da semana no BP. Ditas por você, por quem tenho, ao lado da antiga estima pessoal, tenho uma admiração intelectual que aumenta cada vez mais – pelo talento, caráter, lucidez e respeito à pluralidade de pensamento – valem ainda muito mais. Sua proximidade com o observatório soteropolitano deste site blog é uma honra. Chega mais. Forte abraço.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Fevereiro 2017
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728