DEU NO BLOG POR ESCRITO ( DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)

Nilo indica que irá à urna contra adversários

Nas últimas eleições de presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Marcelo Nilo (PSL) colocava as condições em que se apresentaria, com a ressalva de que não participaria de um bate-chapa e só disputaria como candidato de consenso.

No entanto, a nota divulgada ontem à imprensa, depois que outros nomes foram lançados – Luiz Augusto (PP) e Angelo Coronel (PSD) –, demonstra que desta vez vai ser diferente: “Sou candidato à presidência da Assembleia Legislativa de minha terra”, declarou Nilo em tom solene, sem ter fechado o entendimento amplo que costuma fazer.

O presidente, que busca seu sexto mandato consecutivo, disse que estava pronto para retornar ao plenário no próximo ano, mas que, ouvindo “as ponderações da maioria dos parlamentares”, decidiu concorrer, comprometendo-se a “persistir na postura de magistrado” que o teria caracterizado nestes dez anos.

Imprimir Imprimir Enviar por e-mail Enviar por e-mail

Questão vai de Rui Costa a ACM Neto

Data: 30/11/2016
17:32:05

Nesta contenda da Assembleia, para a qual faltarão, a partir de amanhã, exatamente dois meses, muitos ingredientes se intrometem. As eleições de 2018 são o principal: ao governador Rui Costa, para navegar com tranquilidade nestes dois anos, interessa um presidente que, sem favor, se chama Marcelo Nilo.

Nilo, mais uma vez, está convicto de que o comando do Legislativo é essencial para chegar à chapa majoritária, e parte para o confronto. Nas circunstâncias atuais, poderia mesmo negociar a vaga caso se reelegesse. Entretanto, encontra, de forma inédita, motivação e oportunidade para um adversário consistente, que não se presume quem será.

Na avaliação discreta de um deputado que Por Escrito, por sua amizade com Nilo, define como insuspeito, “a questão não é externa, é interna, da Casa”, ou seja, diz respeito aos interesses de um grupo, não mensurado com exatidão, que deseja nova configuração na distribuição do poder.

De outro lado, com grande potencial de influência, está o prefeito ACM Neto na condição de possível candidato a governador, ou mesmo como maior liderança da oposição estadual. Se tivesse não um aliado, que seria demais, mas alguém mais bondoso que Nilo na presidência da Assembleia, poderia manobrar contra seu principal alvo – Rui Costa.

Imprimir Imprimir Enviar por e-mail Enviar por e-mail

Nomes diversos para construir um adversário

Data: 30/11/2016
17:29:28

Normalmente, deputados anunciam que disputarão a presidência da Casa como uma espécie de autovalorização pública, que nenhum prejuízo traz se fecharem um acordo com postulante mais forte, ao contrário.

São exemplos Marcell Moraes (PV) e Sargento Isidório (PDT), franco-atiradores, só que o segundo pelo menos tem experiência com armas. Ambos se valem da moda sinuosa que está pegando nacionalmente, de que “é um assunto do Legislativo”.

É diferente quanto aos deputados Luiz Augusto e Coronel, representantes de segmentos políticos fortes, que têm como líderes, respectivamente, o vice-governador João Leão e o senador Otto Alencar.

Um experiente deputado governista, que não é ligado a nenhum dos dois grupos, considera que se trata de “balões de ensaio” para medir a repercussão entre os parlamentares. Talvez seja, mas o fato é que na lista dos 63 despontam poucos com capacidade para compatibilizar os pensamentos em conflito.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • dezembro 2016
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031