DEU NO BLOG POR ESCRITO (DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)

Votos da oposição podem decidir na Assembleia

A posição do prefeito ACM Neto poderá ter peso decisivo na eleição de presidente da Assembleia Legislativa, onde há uma movimentação para impedir que o deputado Marcelo Nilo chegue ao sexto mandato consecutivo.

Os partidos ligados ao prefeito têm 21 deputados, dos quais pelo menos 18, segundo avaliação no meio político, seguiriam sua orientação, o que é uma fatia importante, pois um eventual candidato com esse apoio precisaria amealhar apenas 14 votos entre os 45 parlamentares restantes.

O nome que desponta com mais solidez é o do deputado Luiz Augusto (PP), que contaria, para começar, com cinco votos do seu partido e seis do PSD, sete se a vice-prefeita eleita de Lauro de Freitas, Mirela Macedo, preferir assumir a cadeira a que tem direito na Assembleia como suplente.

A fé do parlamentar na participação do PSD baseia-se num acordo que teria sido acertado com o postulante do partido, Angelo Coronel, para que fosse lançado o nome que encontrasse melhor trânsito no plenário, quesito em que – dizemos nós – Luiz Augusto parece ter vantagem.

Quanto à bancada oposicionista, o apoio a outro candidato seria uma mudança radical de postura, uma vez esteve com Marcelo Nilo nas eleições anteriores, exceto a de 2009, quando lançou o deputado Elmar Nascimento, derrotado por 41 a 22.

Candidato diz que é da base e tem palavra

É uma eleição cheia de atipicidades, e uma delas é justamente a diferença entre o PP nacional, que apoia o presidente Temer, e o local, que está com o governador Rui Costa e, inclusive, tem o vice-governador, João Leão.

Por outro lado, especialmente agora que o PMDB se enfraquece na Bahia, ao prefeito Neto interessaria, visando a 2018, um presidente da Assembleia “que não deixasse o governador solto”, na expressão reservada de um deputado – e algum acordo nesse sentido estaria sendo gestado.

Luiz Augusto não vê contradição nem impasse na situação: “Nós votamos contra o impeachment de Dilma, eu já conversei com o governador, somos da base, e eles sabem que minha palavra é cumprida”.

PT desta vez sonha com reeleição de Nilo

O parlamentar nega também acordos fora do governo, revelando que tem conversado com deputados da oposição “como “colega”, porque “é uma eleição da Casa”. Para consolidar a vitória, segundo diz, quer “apenas que a bancada do PT não feche questão por nenhum candidato”.

Esta, a propósito, é outra das “surpresas” do presente processo sucessório: o PT, antes contra Nilo e tendo de engoli-lo sempre, hoje torce secretamente por ele, apesar do leque da “base” apresentado pelo líder Rosemberg Pinto.

A questão é que Nilo foi, para os governos petistas, um excelente presidente. Luiz Augusto representaria basilarmente o PP, que “é o medo de Rui”, segundo fonte deste blog, “porque o pessoal tem dinheiro e é independente”.

Nomes alternativos foram descartados

Deputado que está no centro das articulações para uma chapa alternativa à Mesa da Assembleia ressalva que “ninguém é contra a pessoa de Marcelo”, mas que, “depois de dez anos, ele age como se fosse o dono da Assembleia”.

Os parlamentares “fizeram as contas” e chegaram à conclusão de que Nilo detém considerável poder, que inclui indicação de conselheiros do TCE, uma secretaria, a presidência de uma empresa pública e ainda todos os cargos principais do Legislativo.

Informa-se nos bastidores que foram apresentadas ao presidente propostas para composição em torno de um nome de sua confiança, que seria o deputado Nelson Leal (PSL) ou o deputado Adolfo Menezes (PSD), mas a fórmula teria sido recusada por Nilo.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • novembro 2016
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930