out
30
Postado em 30-10-2016
Arquivado em (Artigos) por vitor em 30-10-2016 00:11

DEU NO BLOG POR ESCRITO( DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)

O agachamento final de Renan Calheiros

O cargo de presidente do Congresso Nacional foi ao rés do chão com o pedido de desculpa do senador Renan Calheiros à presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia – não beirou o ridículo, nele submergiu.

Autoridade tivesse o senador, responderia com altivez à ministra por ter tomado as dores do “juizeco” que ousou escarafunchar mais um desvão de sua vida de oito inquéritos por acusações diversas tramitando no próprio STF.

E essa certamente seria a reação natural do cangaceiro alagoano se estivesse por cima. Refletindo, porém, sobre o desatino de que foi tomado na agressão ao Judiciário, sem condições de encarar, botou o rabo entre as pernas.

Será, nos dias que virão, uma espécie de refém, mas de pouca valia. Neste Brasil que se expõe aos olhos da plateia não há de ser um pré-condenado a única pessoa capaz de conduzir a pauta do Senado para as decisões que o momento exige.

A Renan, superado (?) esse primeiro sufoco em que se meteu, impõe-se agora um período de silêncio obsequioso, em que dará “importante contribuição” à nação e ao presidente Michel Temer, não necessariamente nessa ordem.

Quanto à presidente do Supremo, admitido seu esbregue no sujeito como um arroubo de indignação, algo que não se contém na garganta, continuará falando nos autos – assim reza velho preceito da magistratura.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • outubro 2016
    S T Q Q S S D
    « set   nov »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31