DO BLOG POR ESCRITO ( DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)

PSD pensa em vaga majoritária

No meio político, acredita-se que, com o fortalecimento do PSD na Bahia, o senador Otto Alencar reivindicará um lugar para o partido na chapa majoritária de 2018.

Seria um forte complicador, porque há duas vagas em aberto, presumindo-se que o governador Rui Costa (PT) e o vice João Leão (PP) estão garantidos.

O problema é que há candidatos demais ao Senado: Jaques Wagner (PT), Marcelo Nilo (PSL) e, naturalmente, os atuais ocupantes das cadeiras, Walter Pinheiro (sem partido) e Lídice da Mata (PSB).

A senadora, depois do afastamento compulsório para disputar o governo em 2014, voltou ao ninho antigo e até teve papel de destaque na defesa da ex-presidente Dilma.

O senador radicalizou: deixou a legenda histórica de sua vida, e mesmo assim foi presenteado pelo governador com a eleitoralíssima Secretaria da Educação.

Chamando o desastre

Uma chapa com Rui, Leão, Wagner e Pinheiro enfrentaria resistência por ser a cara do PT.

Imprimir Imprimir Enviar por e-mail Enviar por e-mail

Balança se movimenta para 2018

Os números das eleições municipais registram uma mudança que poderá acarretar nova correlação de forças para a escolha de governador do Estado em 2018.

Os partidos mais afinados ideologicamente com o governo – PT, PCdoB e PSB – foram atingidos por um furacão que reduziu suas prefeituras de 134 para 72.

Para se ter uma ideia da perda, as legendas do “núcleo duro” da oposição elegeram 100 prefeitos: o PMDB passou de 44 para 47, o PSDB, de nove para 19, e o DEM bombou: foi de nove para 34.

No grupo das siglas “profissionais”, que afagam, mas não se impedem de tomar decisões, houve bom crescimento: o PSD, de 70 para 82, e o PP, de 52 a 57.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • outubro 2016
    S T Q Q S S D
    « set   nov »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31