DO G1

O ministro das Relações Exteriores, José Serra, afirmou nesta terça-feira (20) que o protesto das delegações de seis países contra o presidente Michel Temer no plenário da Organização das Nações Unidas (ONU) na sessão de abertura da Assembleia Geral não tem “nenhum” impacto internacional sobre o Brasil.

Nesta terça, no momento em que o presidente brasileiro subia à tribuna da ONU para discursar, os representantes de Venezuela, Equador e Nicarágua se levantaram e deixaram o plenário. A maioria dos integrantes da delegação da Costa Rica também abandonou a sala quando o novo presidente brasileiro se preparava para discursar.

Nenhum dos chefes de Estado destes países estava presente no plenário. O protesto silencioso foi realizado por diplomatas e ministros.

Os diplomatas da Bolívia e de Cuba haviam se retirado do plenário um pouco antes e se recusaram a entrar enquanto Temer estava discursando. Eles retornaram ao recinto somente após o peemedebista concluir sua fala.

“No caso, a ONU tem 200 membros, não nos esqueçamos disso. São cerca de 200 países. Não me parece uma proporção significativa”, disse Serra.

Ele disse ainda que não percebeu o protesto no momento em que foi realizado e que só ficou sabendo do ato pela imprensa.

Questionado sobre o impacto que o protesto causaria ao Brasil, o ministro afirmou: “Nenhum [impacto]. Do ponto de vista internacional, é próximo a zero”.

Temer também foi alvo de protestos nas ruas de Nova York ao chegar no último domingo (18) ao hotel onde está hospedado na metrópole norte-americana.

Um grupo de manifestantes o recepcionou em frente ao hotel com cartazes e faixas pedindo a saída dele da Presidência e o chamando de “golpista”.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2016
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    2627282930