Neymar e Gabigol comemoram. F. D. REUTERS

DO EL PAIS

O Brasil finalmente desencantou nos Jogos do Rio. A seleção goleou a Dinamarca por 4 a 0 nesta quarta-feira e garantiu vaga nas quartas de final da Olimpíada. Depois de empatar os dois primeiros jogos por 0 a 0, contra a África do Sul na estreia e o Iraque no domingo, somente a vitória interessava. O Brasil foi o último dos 16 times do torneio masculino a marcar gol, mas, quando fez, aplicou logo uma goleada. O adversário nas quartas de final é a Colômbia, e os brasileiros ainda precisam convencer os torcedores de que podem conquistar a inédita medalha de ouro. Por enquanto, o vexame da eliminação na primeira fase foi evitado.

A classificação foi um alívio para os jogadores, que entraram em campo cientes da dificuldade que seria vencer a melhor equipe do grupo. O que se viu em campo na noite de quarta, porém, foi uma DInamarca recuada, assustada e errando muito no ataque. Os 11 jogadores tinham como função principal defender. Tentavam o contra-ataque quando estavam com a bola, o que fez com que a defesa do Brasil também fosse mais testada. Marquinhos e Rodrigo Caio, principalmente, responderam bem e desarmaram a maioria das chegadas dos rivais. Aos poucos, o Brasil dominou o jogo e começou a chegar com perigo, principalmente pela esquerda, com Neymar e Douglas Costa infernizando a vida dos rivais. Foi por ali que saiu o primeiro gol. Aos 26 minutos, Douglas cruzou na área para Gabigol, na segunda trave, completar. O chute ainda saiu ruim, mas o atacante estava com sorte e a bola entrou.

Assustada, a Dinamarca não conseguia prender a bola. Dava poucos espaços, mas não conseguia parar as boas trocas de passe do Brasil. Foi numa delas, aos 40 minutos, que Luan recebeu de Gabigol e cruzou para Gabriel Jesus finalmente marcar seu gol, depois de ter perdido pelo menos 4 chances claras nos últimos jogos.

A folga no placar levantou a torcida e os jogadores foram aplaudidos pela primeira vez na Olimpíada enquanto deixavam o gramado. O semblante era de alívio. Talvez por isso, o segundo tempo tenha sido ainda mais tranquilo do que o primeiro. Sem o peso nas costas, Luan, Gabigol, Jesus e Neymar, os quatro atacantes escolhidos pelo técnico Rogério Micale, sentiram mais confiança para tentar as jogadas. O jogo fluiu melhor para o Brasil. Logo aos 4 minutos, Neymar lançou Douglas Santos na esquerda, que cruzou para Luan completar no meio da área: 3 a 0. Neymar participou também da jogada do quarto gol, marcado por Gabigol aos 35 dos segundo tempo após rebote do goleiro em chute de Jesus.

O craque do Barcelona, capitão e camisa 10 do Brasil, era o mais pressionado. E deu para ver que, conforme ele jogava bem e o placar aumentava, subia também o número de jogadas de efeito que saíam de seus pés. Depois dos 3 a 0, Neymar deu chapéu, pedalou e tentou de todas as formas marcar um gol. Não foi possível, mas parece que a confiança voltou. “Estamos felizes porque mostramos nosso futebol e fizemos uma boa partida”, disse Neymar no fim do jogo, quando também comentou sobre a comparação com Marta, líder da vitoriosa equipe feminina no Rio. “A Marta é uma grande jogadora. Tenho orgulho de ela ser brasileira e nos representar e espero que elas consigam o ouro no feminino. Fico feliz de ser comparado com a Marta, que é a melhor do mundo”. O atacante Gabriel Jesus também falou, e ressaltou o lado emocional da goleada .”Foi um alívio grande para nós, que estávamos sendo muito cobrados. Vou dormir muito melhor essa noite”.

O próximo adversário, no sábado, é a Colômbia. A decisão está marcada para às 22h na Arena Corinthians, em São Paulo. Os colombianos estão invictos no torneio, com dois empates por 2 a 2, contra a Suécia e Japão, e vitória por 2 a 0 sobre a Nigéria. A seleção tem como destaques os atacantes Borja e Teo Gutierrez. O Brasil tem Neymar, Gabigol e Jesus. No sábado saberemos se é suficiente para o time brasileiro ficar um pouco mais perto da inédita medalha de ouro.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos