PRB mexe com fogo ao usar Camaçari

Nenhum outro significado pode ter o anúncio do PRB de apoio à candidatura do deputado Luiz Caetano (PT) à Prefeitura de Camaçari senão uma pressão explícita sobre a formação da chapa a ser encabeçada pelo prefeito ACM Neto (DEM) em Salvador.

Mas o PRB sabe que, mesmo com todo o poder agregado que tem, da Igreja Universal e da TV Itapoan/Record, não pode meter a faca no pescoço do prefeito ACM Neto, seja para impor Tia Eron, seja em nome do netista João Roma Neto.

O partido já pulou de um lado para outro, já ficou nos dois lados ao mesmo tempo (com o prefeito Neto e o governador Jaques Wagner), e deve saber que, em política, o excesso de estrepolias acaba não dando certo.

Em outros tempos, o guru-mor do grupo, Edir Macedo, mostrado pela Globo na famosa cena da piscina, em que ensinava os acólitos a recolherem dinheiro do fiéis, encarou Roberto Marinho, fazendo-o recuar ante o vasto telhado de vidro que ambos possuíam.

A realidade hoje é outra. Não estamos na Turquia e não há força nenhuma que restrinja a democracia neste imenso país, a menos que o planeta fique novamente bipolarizado e que seja inevitável fazer a opção por um ou outro domínio.

Além do mais, o prefeito, independentemente da luz própria que a esta altura adquiriu, estará desmerecendo a argúcia do falecido avô se desprezar a real força nacional – sem nenhuma relação com corporação policial homônima – que o acompanha, atendendo pela alcunha de PMDB.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos