O segredo é a alma das operações policiais

O homem “carregado de explosivos” na prova da OAB em Salvador e outros pequenos sinais que começam a aparecer aqui e ali, como um pacote qualquer esquecido em algum lugar, são reflexo direto da folclorização da segurança no Brasil.

O bem mais valioso nos tempos modernos, como se sabe, é a informação. Quem a detém certamente tem nas mãos um trunfo poderoso em relação a seus concorrentes ou inimigos. A informação é, assim, a matéria-prima das ações de inteligência.

Cabe aos serviços de inteligência, silenciosamente, perscrutar, analisar e utilizar os dados de que dispõe da forma mais eficiente possível na busca dos fins a que se propõe, evitando aqueles resultados indesejados para cuja conjuração o sistema foi concebido.

No Brasil, entretanto, é diferente. A preocupação fundamental das autoridades é com as manchetes e os refletores, fato notado, aliás, pelos exercícios simulados “de defesa” em locais públicos, em que as “vítimas” eram até ridiculamente maquiadas.

O caso dos 12 “terroristas” presos é emblemático. Se o objetivo era evitar um atentado, bastaria que fossem detidos, apresentados sem alarde à Justiça e, caso razoável, levados para presídios que a lei permitisse e o bom senso recomendasse.

Nossas autoridades, porém, deram mais importância à notícia do que ao fato, impondo-se a fixação da sutil diferença entre uma e outro. Retirar das ruas o perigo é o fundamental, ao contrário de propagar a ideia de que a prática do terror está ao alcance das mãos.

Be Sociable, Share!

Comentários

Taciano Lemos de Carvalho on 26 julho, 2016 at 0:55 #

Nesta segunda (25/7) abandonaram uma mala suspeita na Rodoviária do Plano Piloto de Brasília. Chamaram até o esquadrão antibomba do Bope. Tem línguas afiadas por aí dizendo que deixaram outras malas, mas sem alças e sem rodinhas, também no Palácio do Buriti (do governo do DF), no Palácio do Planalto, na Câmara, no Senado, no Jaburu…


Taciano Lemos de Carvalho on 26 julho, 2016 at 3:00 #

luiz alfredo motta fontana on 26 julho, 2016 at 9:52 #

Caro Luís!

O que esperar do pais dos marqueteiros?

Não temos idéias e ideais? No problem, temos “Joãos Santanas”, em várias tamanhos e e preços. Contrate e pague o seu.

Não temos “inteligência? Ora bolas, sabemos fazer caras e bocas!

Não temos governo? Quem precisa? O que importa é cooptar!

Se tudo der errado, levantamos um tapume!


luís augusto on 26 julho, 2016 at 10:39 #

A propósito, Fontana, usei no Por Escrito comentário anterior seu no BP, sob o título “Ordem unida emergente”.


luiz alfredo motta fontana on 26 julho, 2016 at 11:04 #

Grato, teu gesto me honra!


luiz alfredo motta fontana on 26 julho, 2016 at 20:00 #

Taciano Lemos de Carvalho on 26 julho, 2016 at 21:12 #

Esses ‘terroristas’ brasileiros!!! Mais um blefe.

Ameaça de bomba no Setor de Rádio e TV Sul, no Plano Piloto de Brasília, hoje (26/7), mobiliza Polícia Militar

http://www.metropoles.com/distrito-federal/ameaca-de-bomba-no-setor-de-radio-e-tv-sul-mobiliza-policia-milita


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos