jul
08
Postado em 08-07-2016
Arquivado em (Artigos) por vitor em 08-07-2016 00:31

DEU NO BLOG POR ESCRITO (DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)

A colcha de retalhos da oposição em Salvador

Rui Costa (PT) apoiaria uma candidata do PCdoB à Prefeitura, mas só se fosse Olívia Santana. Como o partido definiu o nome da deputada Alice Portugal, instalou-se o impasse.

Assim, Rui preferiria a senadora Lídice da Mata (PSB), que só topa se tiver garantida a presença na chapa majoritária do governo em 2018, buscando renovar o mandato.

O problema é que uma das vagas ao Senado está reservada para Jaques Wagner (PT) e a outra, salvo por um caso de miopia coletiva, é do secretário Walter Pinheiro, senador licenciado, de partido desconhecido.

Alice e Lídice, na inviabilidade de um acordo com o poder concreto do Estado, pois o delas é relativo, querem meter a cara na tela do horário “gratuito”, espaço dos mais valiosos na falta de dinheiro.

Reemerge, portanto, a tese do governador da “pulverização”, na esperança talvez infundada de levar a eleição para o segundo turno. Nisso, o deputado Sargento Isidório (PDT) está aí para colaborar.

Assim eu também quero

É antiga a fama do PT de “não apoiar, só receber apoio”, nas palavras do vulgo político que dispensa exemplos aos magotes ao longo dos anos.

Fê-lo, porém, quando estava por cima da carne seca. Agora, perdeu pressão sem que se tenha tocado da compulsoriedade de mudar de postura.

Em vez de negociar conforme o que tem no alforje, o partido se debate. Quer um “chapão” – coligação proporcional com os pretensos aliados que os aniquilaria na Câmara Municipal, permitindo ao PT manter ou ampliar a bancada.

Muita honra para um só homem

Duas vezes ex-governador e cinco vezes ex-ministro, fora outros penduricalhos, bem que Jaques Wagner, já que não quer arriscar-se à Prefeitura, poderia sair para vereador.

Entre as vantagens, seria eleito com certeza e compensaria a eventual inexistência do “chapão”, pois seus votos produziriam mais alguns vereadores.

O caminho estaria aberto para o entendimento entre as legendas de “esquerda” e ele ainda seria colega de Waldir Pires na próxima legislatura.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos