maio
05
Postado em 05-05-2016
Arquivado em (Artigos) por vitor em 05-05-2016 00:12


DEU NO BLOG POR ESCRITO (DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)

Temer, Lula e a “salvação nacional”

Informa-se que, assumida a presidência da República, Michel Temer vai procurar o ex-presidente Lula em busca da “estabilidade” para o governo prestes a iniciar-se.

Longe de parecer mais uma dessas notícias sensacionalistas de “colunistas” que pululam na imprensa brasileira, pode-se considerá-la uma previsão plausível.

Memórias mais atiladas hão de ter anotado que no final de março, quando o essencial era desviar-se de qualquer negociação ou acordo que atenuasse a situação da presidente Dilma, o mesmo Temer recusou encontros e telefonemas de Lula.

Hoje, a opção pode ser oposta, pois a posse se aproxima e, embora o novo presidente reúna votos suficientes para lhe assegurar alguma tranquilidade, digamos, nos primeiros 180 dias, amaciar o PT seria um estado onírico, mesmo porque não haveria interface administrativa nas relações.

Temer mostraria, assim, sua arte de político, fazendo valer os fatos a seu favor, ainda que em aparente contradição. Lula, por outro lado, sem condições de enfrentamento, com pouco terreno, poderia alimentar a esperança de alguma vantagem na quadra que vive.

A isso se some a indiscutível amplitude das forças congregadas em torno de Temer – políticas e econômicas –, que contribuirão, necessariamente, como estratégia, para um upgrade do país num momento particularmente incerto e ameaçador.

Nesse cenário, uma oposição cerrada do PT poderia soar “impatriótica” ante o esforço de “recuperação” dos indicadores econômicos, ficando claro que o partido, depois de falhar, “quer atrapalhar”.

A tese não combina muito com a forma agressiva como petistas de todo o Brasil, a começar pela presidente da República e pelo próprio Lula, sustentam o discurso do “golpe” e do “atentado à democracia”, em postura inflexível.

A realidade próxima, porém, deverá ajudá-los a clarear os conceitos. Não se conhecem os limites dos benefícios de que Lula poderá usufruir nesse escambo que já nasceria precário, pois até o presidente Temer, salvo melhor juízo, continuará tendo alguém “atrás da porta”.

Preparem o bolso que o ingresso é caro

Sob a direção de Rodrigo Janot, grande estreia de “As mil e uma falcatruas”, com Ali Babá e os 400 ladrões.

Be Sociable, Share!

Comentários

Taciano Lemos de Carvalho on 5 Maio, 2016 at 9:30 #

Do O Globo

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato, determinou o afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), do mandato de deputado federal e, consequentemente, da presidência da Casa. A decisão de Teori é liminar (provisória).


Rosane Santana on 5 Maio, 2016 at 9:48 #

Luís, mandei um e-mail para você!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos